<
>

Surfe: Adriano de Souza, o Mineirinho, anuncia aposentadoria após Mundial de 2021

play
Maya Gabeira se torna a primeira mulher da história a surfar a maior onda do ano; veja o momento (0:46)

Brasileira voltou a fazer história no surfe mundial quebrando o seu próprio recorde em Nazaré, Portugal, com 22,4 metros - via @WSL (0:46)

Um dos maiores nomes da história do surfe nacional, Adriano de Souza, o "Mineirinho", anunciou seus planos de aposentadoria para 2021.

O paulista de 35 anos foi campeão mundial em 2015 - logo depois do primeiro título brasileiro conquistado por Gabriel Medina - e tem sete vitórias em etapas da WSL.

Em 2019, Mineirinho sofreu com lesões e perdeu oito das 11 etapas do Mundial. Agora, o fim da carreira está próximo.

“Particularmente eu não consigo ficar para sempre no Circuito Mundial, eu tive que ter uma escolha, e a minha escolha foi essa: sair do cenário mundial em alta. Então, 2021 foi a escolha”, disse o brasileiro em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

“Os últimos anos no Circuito Mundial foram extremamente desgastantes e eu acabei não conseguindo me encontrar, não consegui estar feliz. Acredito que após 2021 eu vou ter espaço para tentar encontrar novamente esse sentimento. Vou ter mais horário, mais calendário, mais tempo com as pessoas que eu amo. Estou feliz com essa decisão porque sinto que as coisas vão melhorar”.

A pandemia de COVID-19 - e o consequente cancelamento da temporada 2020 da WSL - interrompeu os planos de Adriano de Souza para voltar em alta: “Eu me lesionei no último ano e retomei em janeiro tentando me encontrar novamente, cheguei a competir nos WQS da Austrália e veio a pandemia. Eu tinha colocado como meta terminar a carreira em 2020, após o título, e esse era um desejo meu, ficar mais uns cinco anos no Tour”.

Ele afirmou que pretende continuar competindo no ano que vem, não só "largar a mão", mas fazer um último circuito competitivo. Mineirinho revelou que não pretender ter cargos na WSL, mas sim ser embaixador das marcas que o apoiam e viajar para outras regiões do Brasil pensando em campeonatos.

Sobre os surfistas mais jovens, Adriano de Souza brincou: “Eu tirei o meu sarrafo, o Gabriel veio e tirou o meu, e aí também vão ter outros atletas que vão tirar do Gabriel. Os atletas novos sempre querem novos limites".