<
>

Ítalo Ferreira completa ano perfeito em que surfou até de jeans e prancha emprestada, classificou para Olimpíada e foi campeão do mundo

É campeão! Ítalo Ferreira superou Gabriel Medina na decisão da etapa de Pipeline e se sagrou campeão mundial pela primeira vez. O título marcou um ano histórico do brasileiro.

O brasileiro venceu três etapas do circuito mundial (Gold Coast, na Austrália, Peniche, em Portugal, e Pipeline, no Havaí), mas um dos momentos mais curiosos aconteceu em setembro.

Ítalo disputou os Jogos Mundiais de Surfe da ISA (Associação Internacional de Surfe), no Japão. Na sua estreia, o brasileiro sofreu com atrasos no aeroporto e dificuldade de entrar no país por conta de ter tido o passaporte furtado. Ele só conseguiu chegar à praia com a bateria em andamento.

Faltando oito minutos para o fim, ele entrou no mar e saiu vitorioso.

Além disso, nem se trocou. Entrou no mar com a bermuda jeans que estava no voo e pegou a prancha de Filipe Toledo emprestada.

"Do aeroporto direto para a bateria. Uma das coisas mais loucas que já fiz", escreveu Ítalo Ferreira em suas redes sociais.

Com o título de Pipeline, Ítalo Ferreira se juntou a Gabriel Medina como os representantes masculinos do país nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio.