<
>

Após eliminar Medina em onda polêmica, Caio Ibelli é atacado na internet: 'Pilantra; covarde; amigo da onça; vergonha do surfe'

Gabriel Medina chegou a etapa de Portugal, penúltima do Mundial de Surfe, com chances reais de já ser campeão. Entretanto, foi eliminado e a situação não é mais tão simples.

Quem o tirou da competição foi o compatriota Caio Ibelli, nas oitavas de final. E tudo com polêmica, graças a uma interferência de Medina já na reta final da bateria, quando o rival tinha a prioridade de surfar a melhor onda. A disputa terminou 8,50 a 8,17.

Com a interferência, Medina pode somar apenas uma onda, sua melhor, exatamente de 8,17. Já Ibelli teve soma superior, com uma onda de 5,40 e outra de 3,10.

Após a bateria, as redes sociais de Caio foram invadidas por ofensas e ataques de brasileiros. Veja alguns comentários abaixo:

  • "Ganhou do medina na mão lisa"

  • "Precisou roubar para ganhar do medina.... surfista medíocre! A única coisa legal foi seu teatro...."

  • "Parabéns !! Precisava dar piti? Bater na água? Tirou o cara das olimpíadas 🇧🇷🇧🇷 para permanecer no circuito ainda meio que sem honra.. eu “era” seu fã."

  • "Fora Caio. Você ferrou com o nosso campeão MUNDIAL"

  • "Vergonha @caioibelli 👎🏼👎🏼👎🏼👎🏼👎🏼 Aprenda a ganhar no surfe rapaz . Você é a vergonha do surf brasileiro e não representa nossa bandeira"

  • "Covarde, amigo da onça, não consegue ganhar no surf ficou no claim por interferência neh @caioibelli , não vê o que está em jogo pro Brasil não muleque pilantra . Inveja do @gabrielmedinandeira . Por isso que ficou em 17 colocado em quase todas as etapas . Fraco e covarde 👊🏼👊🏼👊🏼👊🏼"

Em resposta, o surfista publicou uma mensagem para explicar a situação:

View this post on Instagram

Fala Pessoal, Primeiramente, muito obrigado pelas mensagens de apoio! Hoje acordei de manhã e, graças a Deus, meu inbox estava muito diferente de quando fui dormir. Estava transbordando de mensagens boas. O que aconteceu na nossa bateria não foi legal nem pra mim que passei. Saí da bateria totalmente quieto, semblante fechado, respeitando o Medina, o time dele e a situação. Eu e minha família ficamos sem dormir e foram tristes os ataques que recebemos durante esse tempo, muitas vezes por pessoas que não surfam ou são fãs do esporte. Recebemos todos tipos de mensagens. Foi muito triste ver minha mãe daquela maneira lendo os comentários sobre o filho. Graças a Deus, está tudo mudando e as mensagens boas estão vindo. Em momento algum quis causar interferência ou tentar prejudicar o meu adversário. Só segui o que o juiz e a placa me mostravam e naquele momento estava tentando reverter a situação com o meu surf. A WSL postou a versão oficial do porquê a decisão foi mantida e está lá para quem quiser ver ou tem dúvidas. Eu só sou um surfista profissional fazendo o que mais amo na vida e estarei na terceira bateria das quartas-de-finais tentando o meu melhor para ir longe nesse evento. Obrigado a todos pelo carinho.

A post shared by Caio Ibelli (@caioibelli) on

Fala Pessoal, Primeiramente, muito obrigado pelas mensagens de apoio! Hoje acordei de manhã e, graças a Deus, meu inbox estava muito diferente de quando fui dormir. Estava transbordando de mensagens boas. O que aconteceu na nossa bateria não foi legal nem pra mim que passei. Saí da bateria totalmente quieto, semblante fechado, respeitando o Medina, o time dele e a situação. Eu e minha família ficamos sem dormir e foram tristes os ataques que recebemos durante esse tempo, muitas vezes por pessoas que não surfam ou são fãs do esporte. Recebemos todos tipos de mensagens. Foi muito triste ver minha mãe daquela maneira lendo os comentários sobre o filho. Graças a Deus, está tudo mudando e as mensagens boas estão vindo. Em momento algum quis causar interferência ou tentar prejudicar o meu adversário. Só segui o que o juiz e a placa me mostravam e naquele momento estava tentando reverter a situação com o meu surf. A WSL postou a versão oficial do porquê a decisão foi mantida e está lá para quem quiser ver ou tem dúvidas. Eu só sou um surfista profissional fazendo o que mais amo na vida e estarei na terceira bateria das quartas-de-finais tentando o meu melhor para ir longe nesse evento. Obrigado a todos pelo carinho.

E do lado de Medina?

Horas depois da derrota, Gabriel Medina utilizou suas redes sociais para explicar o que aconteceu durante a etapa.

View this post on Instagram

Gostaria de explicar oque aconteceu na minha bateria. Eu e Caio pegamos a mesma onda e cada um foi pra um lado. A minha onda foi mais curta e a dele foi mais longa. Tanto que enquanto eu voltava pro outside, ele ainda estava surfando a onda dele. Quando cheguei no fundo, tinha tanta certeza que a prioridade era minha que não olhei pra a placa de prioridade. Pra minha surpresa, quando veio a onda seguinte, acabei indo porque estava seguro que a prioridade era minha. Acabei levando a interferência. Quando saí da água fui falar com os juizes. Olhamos as imagens abertas, de nós dois voltando remando para o fundo, com um angulo da câmera aberto. Ficou bem claro que eu cheguei bem antes. E mesmo que eu tivesse chegado junto com ele e tivesse um empate, a prioridade seria minha pela regra. Porque na onda que surfamos juntos antes, o Caio tinha a prioridade 1. Tenho a esperança que a minha bateria seja reavaliada pois ocorreu um erro. ll I am still very hopeful that my heat will be reviewed.

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina) on

"Gostaria de explicar o que aconteceu na minha bateria. Eu e Caio pegamos a mesma onda e cada um foi pra um lado. A minha onda foi mais curta e a dele foi mais longa. Tanto que enquanto eu voltava pro outside, ele ainda estava surfando a onda dele. Quando cheguei no fundo, tinha tanta certeza que a prioridade era minha que não olhei pra a placa de prioridade. Pra minha surpresa, quando veio a onda seguinte, acabei indo porque estava seguro que a prioridade era minha. Acabei levando a interferência. Quando saí da água fui falar com os juízes. Olhamos as imagens abertas, de nós dois voltando remando para o fundo, com um angulo da câmera aberto. Ficou bem claro que eu cheguei bem antes. E mesmo que eu tivesse chegado junto com ele e tivesse um empate, a prioridade seria minha pela regra. Porque na onda que surfamos juntos antes, o Caio tinha a prioridade 1. Tenho a esperança que a minha bateria seja reavaliada pois ocorreu um erro", escreveu o surfista brasileiro em um post em seu perfil oficial no Instagram.

Após a reclamação de Medina, a WSL emitiu um anuncio oficial sobre a polêmica onda e explicou que a prioridade era de Caio. Com isso, foi descartada uma nova bateria entre os dois brasileiros.