<
>

Surfe: John John elimina brasileiro nas semifinais, dá show na decisão e fatura etapa de Margaret River

John John Florence é o grande campeão da etapa de Margaret River de 2019, a quarta das 11 que constituem o Circuito Mundial de Surfe. Nas águas australianas, o havaiano levou a melhor sobre o brasileiro Caio Ibelli nas semifinais e, na finalíssima, superou o norte-americano Kolohe Andino para ficar com o caneco.

Esta é a segunda conquista do surfista de 26 anos de idade na temporada, na qual já havia sido campeão da segunda etapa do circuito, em Bells Beach, também na Austrália. Com o triunfo, John John assume a liderança do ranking geral da WSL (World Surf League), com 27415 pontos. O vice é o próprio Kolohe Andino, com 21675, enquanto o terceiro colocado é o brasileiro Ítalo Ferreira, com 20820.

Semifinais

Após serem adiadas na madrugada desta segunda-feira, as semifinais e a grande final da etapa de Margaret River, enfim, aconteceram nesta terça. Os primeiros a entrar no mar foram John John Florence e Caio Ibelli, pela primeira bateria das semis.

O duelo foi marcado por um grande equilíbrio, com as ondas decisivas saindo apenas no fim da sessão. O havaiano pegou duas em seguida (7.17 e 7.43), ficando com uma somatória equivalente a 14.60. Desta forma, o brasileiro foi obrigado a adotar uma postura mais agressiva no fim e por muito pouco não conseguiu a recuperação.

Na sequência do rival, também pegou duas ondas (6.27 e 6.83), mas ficou com apenas 14.10 no total. Melhor para John John, que avançou à finalíssima.

Na segunda bateria, as notas foram niveladas por baixo. Quem levou a melhor foi Kolohe Andino, que, com 10.83 de somatória, superou os 9 do australiano Julian Wilson e também se classificou para a decisão.

Final

Na grande final de Margaret River, Florence e Andino travaram um duelo mais bem nivelado em termos de nota. Contudo, o havaiano teve atuação quase impecável e não deu chances para o adversário.

Cada um pegou seis ondas. Acontece que John John recebeu um 9 e um 9.5 (18.50 somados), respectivamente, na terceira e na sexta parciais, o que dificultou e muito a vida de Kolohe. O norte-americano fez o que pôde, mas tudo o que conseguiu alcançar foi um 15.10 (7.17 e 7.93). Florence campeão, com méritos totais.