<
>

Caio Ibelli e Tati Weston-Webb mantêm Brasil vivo em Margaret River

Após mais um dia de baterias em Margaret River, a quarta etapa do Circuito Mundial vai se aproximando do fim. Na madrugada deste domingo no Brasil, os surfistas entraram no mar e definiram as semifinais das duas categorias. A Brazilian Storm, que começou o dia com quatro representantes, acabou com apenas dois que seguem na disputa pelo título.

(Foto: Matt Dunbar/WSL)

No feminino, Tatiana Weston-Webb superou Courtney Conlogue, dos Estados Unidos, nas quartas e tem pela frente uma atleta da casa. Por uma vaga na grande final, a brasileira encara Sally Fitzgibbons, que está cinco posições acima no ranking geral. Depois de quatro etapas, Tati é a décima colocada.

Entre os homens, Ítalo Ferreira, único brasileiro campeão de uma etapa na temporada, era a principal esperança para o país, mas não foi quem se deu melhor. Após passar pelo francês Michel Bourez, o algoz nas quartas de final foi o líder do ranking, John John Florence. Assim como Ítalo, Peterson Crisanto também caiu neste domingo. Ainda nas oitavas, o brasileiro parou no australiano Julian Wilson.

As apostas do Brasil agora se concentram em Caio Ibelli, único que segue com chances e que pode surpreender ainda mais. Caio vem numa campanha fantástica contra nomes fortes do circuito. Depois de eliminar Gabriel Medina, nas oitavas foi a vez de Kelly Slater parar no brasileiro. Depois de eliminar a lenda do surfe, Caio passou por mais um grande atleta, o sul-africano Jordy Smith.

Para seguir sonhando com o primeiro título de etapa da carreira, Caio seguirá com um caminho difícil. Nas semis, john John será seu oponente, enquanto na outra chave, a final se desenha contra o vencedor do duelo entre o americano Kolohe Andino e o atleta da casa, Julian Wilson.