<
>

Yaras: com manifesto, seleção feminina de rugby lança novo uniforme e identidade visual

play
Yaras: com manifesto, seleção feminina de rugby lança novo uniforme e identidade visual (1:46)

Assista ao lançamento do novo fardamento da seleção (1:46)

A seleção brasileira feminina de rugby tem uma nova identidade visual, idealizada por um movimento independente criado pelas próprias atletas. O lançamento aconteceu nesta segunda-feira (24), por meio de um vídeo-manifesto realizado pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), em parceria com as jogadoras.

O novo símbolo será estampado no uniforme oficial, que resgata a origem do nome de batismo Yaras, escolhido também de maneira autônoma pelo grupo. Desde que adotou o apelido de Yaras, no fim de 2013, a seleção feminina atuava com um símbolo masculino no peito, o Tupi.

“A história da escolha do nome ‘Yaras’, da nova identidade, é uma história de coragem e coletividade das mulheres do rugby brasileiro. Uma história de reconhecimento que não foi pedido, foi conquistado. As atletas criaram um nome, um símbolo que representava o coletivo, criaram um uniforme de forma completamente independente e começaram a vender para trazer receitas ao grupo. Todos nós temos que reconhecer e honrar esse movimento”, avalia Mariana Miné, CEO da CBRu e primeira mulher a assumir o comando da entidade.

Conteúdo patrocinado por Bradesco

Criada pelo designer e jogador de rugby Liam Piacente, a nova identidade visual foi uma encomenda das jogadoras da seleção à CBRu. O processo contou com a participação de atletas do elenco atual e ex-jogadoras, que se reuniram virtualmente para desenvolver o projeto.

Agora, no lugar do guerreiro Tupi, apelido usado pela seleção masculina, as duas versões do novo traje da seleção feminina, em amarelo e branco, estampam a imagem de uma representante dos povos originários do Brasil, em alusão à personagem Yara, temida guerreira na mitologia tupi-guarani.

A coleção das Yaras inclui os uniformes de jogo, treino, passeio e do staff, além de peças de comunicação visual. Em junho, será lançada ainda uma linha casual junto a um projeto especial voltado ao rugby feminino. As novas peças serão inspiradas em histórias pessoais das atletas e na cultura dos povos originários brasileiros.

“Esse reconhecimento é muito importante para esse grupo de mulheres que construiu identidade própria em um esporte que ainda é considerado essencialmente masculino”, ressalta Isadora “Izzy” Cerullo, uma das jogadoras mais experientes do atual elenco.