<
>

Nadador medalhista de ouro olímpico se declara culpado na invasão do Capitólio nos EUA

play
No Bola da Vez, Carol Gattaz conta como foi de comentarista a medalhista olímpica: 'Já estava pensando em parar de jogar' (3:22)

Brasileira foi prata em Tóquio | CLIQUE AQUI e assista ao Bola da Vez pela ESPN no Star+ (3:22)

O nadador olímpico Klete Keller se declarou culpado, nesta quarta-feira (29), de ter participado da invasão ao Capitólio, prédio do Congresso dos Estados Unidos, no dia 6 de janeiro deste ano.

O atleta norte-americano, medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e nas Olímpiadas de Atenas, em 2004, pode ser condenado a uma pena de 21 a 27 meses de prisão.

Keller reconheceu, na Justiça, que na época tentou impedir que o Congresso confirmasse a vitória do presidente Joe Biden no colégio eleitoral dos EUA. Além disso, assumiu que afastou policiais que tentaram tirá-lo do prédio durante a confusão e que xingou a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o líder do Senado, Chuck Schumer.

Nos dias que seguiram ao motim, ele destruiu cartões de memória que tinham fotos e vídeos que ele gravou no ataque e jogou fora sua jaqueta da equipe olímpica dos Estados Unidos para tentar apagar evidências que o conectassem com o crime.

O nadador de 39 anos participou dos Jogos Olímpicos de 2000, 2004 e 2008. Ele coleciona duas medalhas de ouro e uma de prata como membro do time de revezamento, além de duas de bronze em provas individuais.