<
>

Yeltsin Jacques conquista o 100º ouro do Brasil em Paralimpíadas com direito a recorde mundial

Yeltsin Jacques conquistou, na noite desta segunda-feira (30), manhã de terça (31) no Japão, a centésima medalha de ouro do Brasil na história das Paralimpíadas. Ele venceu os 1500m T11, classe para atletas cegos, e ainda bateu o recorde mundial com o tempo de 3min57s60.

Foi o segundo ouro de Yeltsin nos Jogos de Tóquio, já que ele também subiu no lugar mais alto na prova dos 5.000m T11. Só no atletismo, o país já faturou 13 medalhas nesta edição, sendo 6 de ouro, 3 de prata e 4 de bronze.

A marca é histórica para o Brasil, que já havia somado 87 ouros até o início desta Paralimpíada. Desde então foram 14 em Atenas 2004, 16 em Pequim 2008, 21 em Londres 2012 e 14 na Rio 2016.

O país ocupa a 5ª colocação no quadro de medalhas, com 13 ouros, 8 pratas e 15 bronzes e está atrás apenas de China, Grã-Bretanha, Atletas da Rússia e Estados Unidos.

O número pode ainda aumentar já que os Jogos só encerram no domingo, 5 de setembro.