<
>

Olimpíadas: Daniel Alves manda recado para meninas do futebol e cobra revolução rápida no esporte: 'Precisamos nos unir'

Capitão da seleção brasileira masculina de futebol nas Olimpíadas de Tóquio, o lateral direito Daniel Alves foi mais um personagem do esporte a se pronunciar publicamente após a eliminação da seleção feminina para o Canadá, nas quartas de final.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

Em uma publicação no Instagram, o experiente jogador de 38 anos, do São Paulo, mostrou apoio às meninas e também cobrou uma revolução rápida no esporte. Além disso, citou a valentia de todas as jogadoras na disputa no Japão, apesar do resultado adverso.

"Parabéns meninas pela trajetória até aqui. Toda revolução precisa de valentes que deem os primeiros passos e que paguem o preço para que outros colham esses frutos. É de muita valentia tudo o que estão fazendo….. precisamos apenas unir forças para que essa revolução aconteça mais rápida", começou por dizer.

"Contem com a gente nessa caminhada…. sejam humildes, sejam respeitosas, sejam ousadas e com muita serenidade defendam vossos direitos. No final, o futebol é de todos e para todos", concluiu.

Após um 0 a 0 no placar que persistiu até o fim da prorrogação, a seleção brasileira foi derrotada por 4 a 3 nos pênaltis. Andressa Alves e Rafaelle despediçando duas cobranças para o Brasil, que foi eliminado.

Com o resultado, a seleção brasileira feminina adiou mais uma vez o sonho de conquistar a medalha de ouro inédita em Olimpíadas. As canadenses, por sua vez, enfrentam Estados Unidos, que venceram a Holanda também nos pênaltis. na semifinal, que acontece na próxima segunda-feira (2), às 5h, em Kashima.

A seleção masculina, por sua vez, que ainda segue na disputa, volta a campo neste sábado (31), às 7h, contra o Egito, pelas quartas de final. Quem avançar, enfrentra Coreia do Sul ou México na semi.