<
>

Olimpíadas: Teddy Riner, lenda do judô, abre o coração após não ser tri em Tóquio e diz: 'Aprendi a perder'

play
Olimpíadas: lenda do judô, Riner cai nas quartas e perde chance de disputar 3º ouro consecutivo; VEJA! (0:36)

Teddy Riner, da França, foi derrotado nas quartas de final; judoca ainda tem chance de ficar com o bronze (0:36)

Teddy Riner foi de lenda imbatível por dez anos a derrotas seguidas. Ícone do judô e do esporte, o francês 'virou ainda mais humano' em Tóquio na madrugada desta sexta-feira (30), quando foi batido nas quartas de final e deu adeus ao sonho do tricampeonato em Olimpíadas. Foi sua primeira derrota em três edições dos Jogos, já que vinha de dois ouros seguidos, em Londres-2012 e Rio-2016.

Caiu para o russo Tamerlan Bashaev, líder do ranking mundial. Foi para a repescagem, venceu o brasileiro Rafael Silva, o Baby, e garantiu o bronze da categoria pesado (acima de 100kg) ao superar o japonês Hisayoshi Harasawa. Repetiu, assim, o terceiro lugar de Pequim-2008 e somou sua quarta medalha. Hora de dar entrevistas, e aí, ele abriu o coração.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

"No meu nível, uma medalha de bronze em uma competição normal, bom... Mas uma medalha de bronze olímpica tem o seu peso", disse o atleta que tinha como única derrota em Jogos uma de 13 anos trás, quando tinha só 19 anos de idade. Hoje, tem 32.

No fim de 2017, Riner decidiu 'tirar o pé' e passou a disputar pouquíssimos torneios para se dedicar mais à família e focar em Tóquio-2020. Ainda assim, seguiu vencendo tudo que disputava. Até que em 9 de fevereiro de 2020, em Paris, ele foi com tudo para arremessar o japonês Kokoro Kageura no chão, mas acabou surpreendido. O rival não só não caiu, como aproveitou o movimento para encaixar um contragolpe perfeito e derrubar a lenda francesa com as costas no chão. Era o primeiro revés após dez anos e 154 vitórias seguidas.

"Estou muito orgulhoso desta medalha. Vou saborear porque foi difícil. As lesões, os questionamentos, a derrota em Paris, tudo mudou muito. Mas, honestamente, acho que voltei a um ótimo nível", seguiu falando nas entrevistas nesta madrugada.

Riner deixou claro que, em sua visão, se preparou de maneira adequada para tentar o tri olímpico.

"Eu fiz o que era preciso para conseguir o ouro. Não estou arrependido. Se eu tivesse a sensação de que não fiz a coisa certa, aí sim, eu teria me comportado de maneira diferente. Mas eu fiz tudo. Treinei à noite, nos finais de semana, o tempo todo."

Por fim, mostrou que 'voltou a ser humano mesmo'. Até nas palavras.

"Você também precisa aprender a perder. Hoje eu aprendi. Agora, será o prazer acima de tudo. Acho que fico lindo com esta medalha."

play
0:36

Olimpíadas: lenda do judô, Riner cai nas quartas e perde chance de disputar 3º ouro consecutivo; VEJA!

Teddy Riner, da França, foi derrotado nas quartas de final; judoca ainda tem chance de ficar com o bronze