<
>

Olimpíadas: Ítalo Ferreira supera até prancha quebrada, não dá chance a juízes e leva o 1º ouro da história do surfe

play
Olimpíadas: Ítalo Ferreira brilha, não dá chances para japonês e é medalha de ouro; VEJA! (0:42)

Brasileiro fez final espetacular mesmo após ter sua prancha quebrada e ficou no topo do pódio (0:42)

O primeiro ouro do surfe na história das Olimpíadas tinha que ser do Brasil! Ítalo Ferreira coroou o torneio perfeito com mais um show na grande decisão, superou até a quebra de sua prancha e não deu chances para os juízes interferirem: bateu o japonês Kanoa Igarashi, algoz de Gabriel Medina na semifinal, por 15.14 a 6.60 e ficou com a primeira posição.

A bateria decisiva começou com um enorme susto. Logo na primeira onda, o brasileiro viu seu equipamento se partir ao meio e precisou da ajuda de sua equipe na areia para trocá-lo. Por sorte, o incidente aconteceu ainda com bastante tempo para a disputa.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

E a prancha nova deu sorte! Ítalo pegou simplesmente as cinco melhores ondas da bateria. E não deu nenhuma chance de polêmica aos juízes, que antes deram notas duvidosas a Medina nas semifinais e também na briga pelo bronze contra Owen Wright.

Ítalo dominou a competição do começo ao fim. Ainda na noite desta segunda-feira, ele conseguiu a melhor nota de todo o torneio: um incrível 9.73 na bateria das oitavas de final.

play
1:16

Ítalo Ferreira, ouro em Tóquio, já precisou competir de bermuda jeans em etapa do surfe; relembre

O brasileiro passou por uma situação inusitada em setembro de 2019, quando chegou atrasado para uma etapa dos Jogos Mundiais de Surfe, que aconteceram no Japão e davam vaga nos Jogos, e precisou competir de bermuda jeans.

Vale lembrar que foi a primeira vez que o surfe foi disputado nos Jogos Olímpicos. Com a final masculina acontecendo antes da feminina, ele é o primeiro ser-humano a levar o ouro da modalidade.

É também o primeiro ouro do Brasil em Tóquio. Agora o Brasil tem uma medalha dourada, duas pratas e dois bronzes no quadro geral.

Na história das Olimpíadas, o país tem agora 31 ouros, 38 pratas e 65 bronzes.