<
>

Treinador da seleção brasileira de esgrima morre com suspeita de coronavírus

Nesta quarta, o treinador da seleção brasileira de esgrima, Gennady Miakotnykh, faleceu aos 79 anos, com suspeita de ser mais uma vítima do novo coronavírus.

O treinador esteve recentemente em Anaheim, nos Estados Unidos, para uma competição do Grand Prix de Florete, que acabou sendo cancelado por conta do surto da doença pelo mundo. A causa da morte ainda não foi confirmada, sendo que o resultado do teste para a COVID-19 sairá nesta sexta-feira.

Nascido na Rússia, Miakotnykh era treinador no Esporte Clube Pinheiros há 20 anos. Ele também era o responsável por treinar atletas de alto rendimento na modalidade, como a floretista Ana Beatriz Bulcão, para quem apresentou o esporte, sendo seu treinador pessoal desde então, acompanhando a atleta em eventos nacionais e internacionais.

Por meio de sua rede social, a atleta se manifestou sobre a morte do seu treinador. "Esstou profundamente triste e chocada com a notícia. O Gennady foi mais que um treinador, era quase um membro da família. Estava junto comigo em quase todos os momentos da minha carreira profissional e devo a ele todo meu crescimento como atleta e como pessoa", lamentou.

Através de uma de suas redes sociais, a Confederação Brasileira de Esgrima também lamentou o falecimento. No texto, destaca que "o Mestre d'armas dedicou toda sua vida ao esporte, seja como atleta, seja como formador e também como vitorioso treinador de atletas de alto rendimento", diz a nota.