<
>

Mesmo sem Jade e Rebeca, Brasil fica com o bronze na ginástica e classifica para sete finais individuais

O Brasil fechou o sábado nos Jogos Pan-Americanos com mais uma medalha: mesmo sem duas de suas principais atletas, a ginástica artística conquistou o bronze feminino por equipes. Os Estados Unidos ficaram com o ouro, enquanto o Canadá levou a prata.

E a cor da medalha poderia ser ainda melhor se não fosse por uma passagem ruim na trave, o penúltimo aparelho disputado.

O Brasil ainda conseguiu a classificação para mais sete finais individuais. Principal nome no Pan, Flávia Saraiva vai disputar três delas: individual geral, trave e solo. Thaís Fidélis também disputa a final individual geral e a do solo. Já Lorrane dos Santos e Carolyne Pedro estão na decisão das barras assimétricas.

Vale lembrar, porém, que o Brasil disputou o Pan sem duas de suas estrelas. Rebeca Andrade lesionou o joelho ainda em junho, enquanto Jade Barbosa sentiu um problema durante um treino na quarta-feira e acabou sendo poupada para o Mundial, que classifica para a Olimpíada.

Assim, o Brasil fecha o primeiro dia de pódios com dois outros, três pratas e três bronzes, no quarto lugar do quadro de medalhas – mas a frente de Canadá e Cuba, que devem brigar pela segunda colocação no final das disputas. O México é o primeiro, com os Estados Unidos em segundo e o Peru em terceiro.