Com prefácio de Galvão Bueno, criador da Bola de Prata ganha livro-homenagem

ESPN.com.br
Reprodução
Jornalista Michel Laurence foi idealizador do prêmio Bola de Prata
Jornalista Michel Laurence foi idealizador do prêmio Bola de Prata

Um dos mais importantes e influentes jornalistas esportivos das últimas décadas, o franco-brasileiro Michel Laurence, falecido em 2014, será homenageado com um livro de causos sobre Futebol e Jornalismo. O projeto, ensaiado pelo próprio Laurence nos últimos anos de vida, está sendo realizado pela Realejo Livros, com textos reunidos pela esposa, Rose Guirro, com supervisão do editor José Luiz Tahan.

Com o título 'Michel Laurence - Causos da Bola', o livro reúne histórias narradas pelo próprio Laurence (que construiu uma trajetória de 51 anos no jornalismo esportivo) e tem prefácio dos narradores Galvão Bueno e Cléber Machado, da TV Globo, onde trabalhou por vários anos e construiu uma relação de amizade com ambos.

"Quando cheguei na TV Globo, em agosto de 1981, eu era um operário da palavra, um cara que falava fácil e queria vender emoções. Michel me ensinou a ser equilibrista, a andar no fio da navalha, mantendo de um lado as emoções e do outro o jornalismo. Em outras palavras, Michel me ensinou o grande segredo: a notícia e a verdade antes de tudo. Se hoje sou o Galvão Bueno, polêmico mas respeitado, devo um bocado a esse francês de alma universal", escreve o aclamado narrador.

A pré-venda já teve início através do portal de ‘crowdfunding' (financiamento coletivo) Kickante, com recompensas a partir de R$ 15,00. Entre elas, por R$ 50,00, o comprador pode ter seu nome impresso no livro, entre os agradecimentos, e garantir vaga no evento de lançamento, que acontecerá no restaurante Lenhareto, em São Paulo, o preferido do jornalista. O endereço da campanha é www.kickante.com.br/michel.

Ao longo de 51 anos dedicados ao jornalismo esportivo, Laurence cobriu oito Copas do Mundo, integrou a primeira equipe da revista Placar e foi um dos criadores do troféu Bola de Prata, dado anualmente pela revista aos melhores jogadores do Campeonato nacional desde 1970.

Ganhou um Prêmio Esso com uma série de reportagens chamada ‘O jogador é um escravo' (Jornal da Tarde) e, com sua série de reportagens "A falência dos cartolas", inspirou a criação do modelo atual do Campeonato Brasileiro.

"No Jornal da Tarde, conheceu Pelé, pois pediu para cobrir o Santos, que virou seu time de coração. Escreveu reportagens antológicas com Pelé, como uma exclusiva onde o jogador contou a ele que iria parar de jogar", conta Rose Guirro.

Na TV Globo, participou do nascimento do "Globo Esporte" e da transformação do "Esporte Espetacular" (que era composto por vídeos norte-americanos) em um programa feito no Brasil. Na TV Cultura, foi um dos responsáveis pelo lançamento dos programas "Cartão Verde" e "Grandes Momentos do Esporte" (TV Cultura).

Em 2008, lançou o blog "Jogo Mais que Perfeito", no IG, onde contava seus causos - muitos dos quais estão no livro.

'Um apaixonado por esporte': Amigos relembram e homenageiam Michel Laurence
Comentários

Com prefácio de Galvão Bueno, criador da Bola de Prata ganha livro-homenagem

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.