<
>

Tom Brady diz que Gisele Bündchen influenciará eventual aposentadoria: 'Ela se machuca ao me ver levar pancadas'

play
Tom Brady se esquiva de perguntas sobre o futuro após queda dos Buccaneers: 'Vamos ver o que acontece' (0:57)

A saída de Brady é um tópico que aos poucos vem sendo levantado dentro da franquia de Tampa Bay e há incerteza interna quanto ao futuro do jogador sete vezes campeão do Super Bowl. (0:57)

Após eliminação nos playoffs, Tom Brady abriu o jogo sobre possibilidade de aposentadoria


O quarterback do Tampa Bay Buccaneers, Tom Brady, indicou na última segunda-feira (24) que a família terá um papel importante para determinar se ele voltará a jogar na próxima temporada. Ele também disse que, se decidir por isso, ele pode se afastar "orgulhoso e satisfeito", embora os Bucs tenham perdido por 30 a 27 quando foram eliminados na rodada divisional dos playoffs no domingo (23) pelo Los Angeles Rams.

"Acho que à medida que envelheci, acho que a melhor parte é que o futebol é extremamente importante na minha vida e significa muito para mim, e me importo muito com o que estamos tentando realizar como time. e eu me importo muito com meus companheiros de equipe", disse Brady em seu Let's Go! podcast com Jim Gray.

"A maior diferença agora que estou mais velho é que também tenho filhos agora, sabe, e me importo muito com eles também. Eles têm sido meus maiores apoiadores. Minha esposa é minha maior apoiadora, se machuca ao me ver levar pancada. E ela merece o que ela precisa de mim como marido, e meus filhos merecem o que precisam de mim como pai”.

"Vou passar algum tempo com eles e dar-lhes o que eles precisam, porque eles realmente me deram o que eu preciso nos últimos seis meses para fazer o que eu amo fazer. Eu disse isso há alguns anos, é o que são os relacionamentos. Nem sempre é o que eu quero. É o que queremos como família. E eu vou passar muito tempo com eles e descobrir no futuro o que vem a seguir", completou.

Enquanto Brady expressou desapontamento por ser eliminado da pós-temporada, ele disse que isso significava comer waffles com seus filhos na segunda-feira de manhã, algo que ele não pode fazer na temporada.

Ele disse que não há pressa para tomar uma decisão sobre seu futuro, e o técnico Bruce Arians disse na segunda-feira que nenhum cronograma foi definido. A equipe expressou um forte desejo de que Brady retorne, mas o encorajou a levar todo o tempo que precisar e analisará planos de contingência caso ele decida não voltar.

"Por mais desafiadora que tenha sido a temporada, fiquei feliz por ter jogado e por ter participado, porque estou vivendo minha vida e não estou apenas contando os dias. Então, meus dias são significativos para mim. Vou tentar mantê-los significativos para mim. E, você sabe, enquanto isso eu vou fazer o melhor que puder para aproveitar, você sabe, o tempo que eu não tenho jogando futebol. Porque isso é igualmente importante”, afirmou o QB.

Brady também disse que não gostaria de uma temporada de despedida, como ocorreu com Ben Roethlisberger fez na atual temporada com o Pittsburgh Steelers, chegando a fazer uma volta olímpica no Heinz Field. O QB dos Bucs também deu cutucada em quem pergunta sobre sua aposentadoria.

"Quando chegar a hora de pensar em pós-carreira e segunda carreira, vou pensar nessas coisas. É só quando você tem 44 anos que perguntam muito sobre isso. E muitas pessoas achavam que eu iria terminei de jogar futebol em 2015. Muitas pessoas em 2016 disseram: 'Você acabou'. Muitas pessoas em 2018, e quando eu deixei o New England Patriots. Eles diziam: 'Você terminou", finalizou.

O experiente quarterback chegou a Tampa em 2020, levando a equipe para os playoffs depois de 13 anos, levando a equipe ao seu segundo título de SuperBowl, 18 anos depois do primeiro.