<
>

Seis destinos ideais para Odell Beckham Jr. na NFL: Quem precisa de ajuda e onde ele se encaixaria?

Odell Beckham Jr. foi dispensado pelos Browns, e o futuro do wide receiver na NFL segue indefinido!


Um dos jogadores mais elétricos e imprevisíveis da última década de NFL está disponível. O mercado de Odell Beckham Jr. está prestes a esquentar agora que ele foi dispensado pelo Cleveland Browns - mesmo com o time ainda devendo 7,25 milhões de salário.

No melhor cenário, ele é um recebedor com talento raro e que somou pelo menos 1300 jardas e 10 touchdowns em cada uma de suas três primeiras temporadas com o New York Giants. No pior, é uma distração ambulante que sofre com lesões e que não consegue ultrapassar as 1100 jardas em uma temporada desde 2016.

Aos 29 anos, Odell tem questões a responder sobre sua durabilidade e explosão em campo. E depois de uma volta perguntando na NFL, aqui os seis times em que ele melhor se encaixaria - e mais alguns outros para ficarmos de olho.


Semana NFL #26 - Sem Rodgers do outro lado, Chiefs têm caminho aberto para redenção no domingo

Las Vegas Raiders

Las Vegas precisa preencher o espaço que Henry Ruggs III deixou depois do trágico acidente de carro que terminou em uma fatalidade - e na rescisão de contrato. E ao contrário do ataque focado em jogo terrestre dos Browns, os Raiders são feitos para passar a bola. Imagine Bekcham recebendo os lançamentos longos de Derek Carr?

Os Raiders não precisam inventar nada para tentar convencer Odell; eles podem convencê-lo com a produção do time. Las Vegas está 5-2 depois da semana de bye e são uma ameaça ao título da AFC Oeste. Os Raiders têm cerca de 3,4 milhões de dólares na folha salarial.


New Orleans Saints

New Orleans buscou informações de vários recebedores antes da trade deadline, e sem Michael Thomas nesta temporada, eles têm um dos três piores grupos de receivers da liga.

E uma contratação assim - disponível na semana 9 e sem precisar investir escolhas de draft - deveria deixar o treinador Sean Payton contente. E há um treinador melhor do que ele para maximizar um talento?

New Orleans não tinha espaço na folha há muito tempo. Os Saints estão em último entre os que têm dinheiro disponível - só 998 mil dólares -, mas eles podem reestruturar contratos e ampliar este espaço. E é isso que eles fariam.


Seattle Seahawks

Os Seahawks se orgulham de participar de todos os acordos. O nível de agressividade pode ser debatido, mas eles estão sempre de olho. Ficaram mais perto de contratar Antonio Brown do que a maioria pode imaginar, apesar da oferta maior dos Bucs. Checaram a situação de Julio Jones. Contrataram Josh Gordon. Seattle abraça o risco. E se Beckham está disponível por um valor acessível, o GM John Schneider vai ao menos fazer uma ligação.

Russell Wilson pode voltar na semana 10, e se a relação dele com Seattle pode ser salva para 2022, um quarteto de recebedores formado por DK Metcalf, Tyler Lockett, Beckham e o calouro Dee Eskridge tornaria a situação intrigante. Além disso, os Seahawks têm mais de 13 milhões de dólares de espaço na folha.


Carolina Panthers

No papel, essa contratação não seria a ideal, mas o ataque de Carolina tem sofrido desde a lesão na coxa que afastou Christian McCaffrey. DJ Moore é fantástico, mas é o único wide receiver confiável disponível agora. Robby Anderson tem tido problemas, e sua média de 4.1 jardas por target é a pior da NFL. Para um ataque que não usa tanto os tight ends no jogo aéreo, isso é um poblema.

Sam Darnold precisa de recebedores. O trio formado pelo treinado Matt Rhule, o GM Scott Fitterer e o dono David Tepper é um dos mais agressivos da liga, e os Panthers são um dos times com mais espaço na folha atualmente, pouco menos de 12 milhões de dólares.


San Francisco 49ers

O problema em San Francisco é o ataque que prioriza o jogo terrestre, exatamente o que Odell tinha em Cleveland. Mas pensar em Deebo Samuel ao lado de Beckham deve interessar o técnico Kyle Shanahan.

Brandon Aiyuk não tem sido uma segunda opção confiável para o que os 49ers, apesar de ter dado sinais de vida na semana 8. Os 49ers têm cerca de 3,5 milhões de dólares de espaço na folha.


Green Bay Packers

Essa é a negociação que muitos querem ver. Mas não parece ser o estilo de Green Bay. Talvez os Packers, que têm 5,3 milhões de dólares na folha, nos provem o contrário.

Muitos dos jogadores de ataque perderam tempo na temporada por conta do protocolo de Covid-19, e a lesão no joelho do tight end Robert Tonyan atrapalha ainda mais. Green Bay pensou em Will Fuller V na deadline do ano passado e em tight ends na da atual temporada. Os Packers estão claramente brincando com a ideia de dar mais explosão ao ataque de Aaron Rodgers.

Times para ficar de olho

New England Patriots: Eles poderiam aproveitar mais uma opção de velocidade, e Bill Belichick não tem medo de correr riscos com jogadores talentosos. Ele precisa maximizar Mac Jones.

Kansas City Chiefs: O ataque está travado em marcha neutra agora. Mais uma opção no jogo aéreo a baixo custo poderia ajudar.

New York Giants: Isso seria interessante. Os Giants sofrem com lesões em várias posições. Dificilmente vai acontecer, mas talvez Odell perceba que a vida não era tão ruim assim em Nova York.

Atlanta Falcons: Com campanha de 3-4 e sem Calvin Ridley, Matt Ryan precisa de uma primeira opção entre os recebedores. Ryan poderia agradar Odell. Mas os Falcons têm pouco espaço na folha salarial.

Tampa Bay Buccaneers: Jogar com Tom Brady e com o amigo Antonio Brown seria interessante para Odell. Mas Tampa Bay está cheio de recebedores e com apenas 3,2 milhões de espaço na folha salarial - que seriam usados para renovar com os jogadores que já estão lá.

Detroit Lions: Eles têm a prioridade no waiver wire, o corpo de recebedores é fraco e John Dorsey - o homem que trocou por Odell em Cleveland - faz parte da direção dos Lions. Dito isso, é difícil imaginar que ele estaria motivado a jogar em um time que ainda não venceu na temporada.

Philadelphia Eagles: Eles têm um grupo talentoso de recebedores, mas poderiam aproveitar a presença de um veterano - e estão com campanha de 3-5. Para Beckham, por um salário baixo, por que não? Os Eagles são o segundo time com mais espaço na folha salarial: mais de 20 milhões de dólares