<
>

Aaron Rodgers rejeita oferta dos Packers que o faria mais bem pago da NFL

play
Brady visita Biden, desafia estagiários da Casa Branca e brinca com presidente dos EUA: '40% das pessoas ainda acham que não vencemos' (1:34)

Quarterback dos Buccaneers mostrou muito bom humor ao lado do presidente norte-americano (1:34)

Aaron Rodgers recusou uma oferta de extensão de contrato de dois anos do Green Bay Packers.

O acordo, segundo Adam Schefter, da ESPN, teria amarrado o atual MVP aos Packers por mais cinco temporadas e o tornado o quarterback mais bem pago da NFL. O valor não foi revelado.

Em abril, fontes disseram à ESPN, que Rodgers não queria voltar para a equipe por causa de problemas com a organização.

Desde então, ele não participou de nenhuma atividade durante a offseason, algo que nunca tinha feito na carreira. O acampamento de treinamento está programado para começar em 28 de julho.

Rodgers, de 37 anos, disse que um de seus problemas com a equipe é que o gerente geral Brian Gutekunst não avisou com antecedência que a equipe trocaria o quarterback Jordan Love em 2020.

"Com a minha situação, olhe, nunca foi sobre a escolha do draft, escolher Jordan", disse Rodgers no SportsCenter em maio.

"Eu amo Jordan; ele é um ótimo garoto. [Tem sido] muito divertido trabalhar juntos. Amo a comissão técnica, amo meus companheiros de equipe, amo a base de fãs em Green Bay. Uns 16 anos incríveis. É apenas uma espécie de filosofia e talvez esquecer que é sobre as pessoas que fazem a coisa funcionar. É sobre caráter, é sobre cultura, é sobre fazer as coisas da maneira certa'', contou.

Embora longe dos Packers, Rodgers tem se mantido ocupado,inclusive aparecendo como apresentador convidado em "Jeopardy!" e participando de um evento de golfe de exibição feito para a TV ao lado de Tom Brady, Phil Mickelson e Bryson DeChambeau.