<
>

NFL: Tom Brady e Aaron Rodgers superaram 'esnobação' para se tornarem dois dos maiores da história

O Green Bay Packers recebe o Tampa Bay Buccaneers no Lambeau Field, neste domingo, às 17h (Brasília), na ESPN e ESPN App, pela final da NFC. O duelo, que vale uma vaga no Super Bowl LV, coloca frente a frente Tom Brady e Aaron Rodgers.

Dois dos maiores quarterbacks da história e que lideram mais que uma geração de fãs e jogadores na NFL. Curiosamente, esse será o primeiro duelo entre ambos nos playoffs.

Nas outras três ocasiões, todas em temporadas regular, Brady, de 43 anos, levou a melhor sobre Rodgers, de 37.

Não é só no nível técnico que os dois são similares. O caminho trilhado até o olimpo do esporte também.

Ambos nasceram na Califórnia. Brady é de San Mateo, enquanto Rodgers cresceu em Chico, cidades separadas por cerca de 200km.

Como californianos, ambos também cresceram trocendo pelo San Francisco 49ers. Brady, em uma tradição de sua família, costumava ir ao Candlestick Park com frequência e estava até lá na fatídica final da NFC, em 1982, contra o Dallas Cowboys.

Os dois já admitiram ao longo de suas carreiras terem Joe Montana como referência.

Porém, ambos também acabaram frustrados pelo time de infância. Brady foi esnobado no seu Draft, em 2000, por praticamente a liga inteira, sendo a escolha número 199 no geral pelos Patriots.

Rodgers era cotado como um dos principais QB's da sua classe de 2005, e os Niners tinham o pick 1 neste ano. Mas foram com Alex Smith, restando aos Packers pegarem aquele que seria de fato o melhor lançador dessa geração.

E a vida de ambos não começou fácil na NFL, começando amargando a reserva de ídolos em suas respectivas franquias: Drew Bledsoe (Patriots) e Brett Favre (Packers).

Mas a partir do momento em que Brady e Rodgers assumiram a titularidade, rapidamente os torcedores esqueceram seus antecessores.

Carreira lendárias, títulos de Super Bowl, MVP's e legado. As coincidências de Brady e Rodgers vão muito além da camisa 12.

Brady x Rodgers em números na final da NFC:

  • Brady e Rodgers têm 130.449 jardas passadas e 993 TD's, a maior soma em uma final de conferência na história

  • 80 anos e 227 dias, será a maior idade somada de QB's em uma final de conferência na história

  • Rodgers lançou 48 TD's em 2020, enquanto Brady lançou 40 TD's. É a 2ª maior soma de TD's lançados por QB's antes de um duelo de playoffs

Os "penguins"

Por ser no inverno norte-americano e com Green Bay localizada no norte dos Estados Unidos, existe, segundo a previsão metereológica, 50% de chance de neve durante a partida, o que não será problema para nenhum dos dois QB's.

Veja abaixo o aproveitamento de ambos na carreira em partidas com temperatura abaixo de 0ºC: