<
>

NFL: As dicas e trocas que mostram como Texans e Deshaun Watson podem resolver o futuro

play
Brady x Rodgers e Mahomes 'lutando contra o tempo': Paulo Antunes analisa Finais de Conferência da NFL (4:04)

Tampa Bay Buccaneers x Green Bay Packers e Buffalo Bills x Kansas City Chiefs são os jogos do final de semana (4:04)

A saga de Deshaun Watson em Houston ganhou algumas manchetes durante as últimas semanas de NFL. A frustração do QB com a organização começou em março, quando os Texans trocaram o wide receiver DeAndre Hopkins com o Arizona Cardinals pelo running back de David Johnson, sem avisar o quarterback sobre o negócio antes que acontecesse.

A frustração voltou - e aumentou - depois que os Texans contrataram Nick Caserio como o novo gerente geral da equipe. Deshaun Watson queria que o time considerasse candidatos de minorias, como Louis Riddick. Agora, Watson está frustrado porque não foi consultado sobre essa decisão também.

Vamos dar alguns conselhos aos Texans: o que a organização deve fazer agora para melhorar sua relação com Deshaun Watson?

Matt Bowen, analista da NFL: Melhore as linhas de comunicação com Watson. Do ponto de vista organizacional, os Texans podem ser mais transparentes em termos de seus alvos principais na posição de treinador principal, com o objetivo de elevar a equipe nos melhores anos de Watson.

Jeremy Fowler, redator da NFL: Pare de fazer promessas que não cumpre. Se a questão central é que foi dito a Watson que ele estaria envolvido no processo de contratação de um gerente geral e técnico, e não o fez, pare de prometer essas coisas. Watson precisa fazer parte do processo de entrevista com seu potencial técnico para que as vibrações positivas sejam restabelecidas. Em seguida, consiga ao homem armas no ataque. Há uma dúzia de recebedores por aí que poderiam deixar Watson mais contente.

Dan Graziano, redator da NFL: Assinar novamente o recebedor Will Fuller V. Olha, esse problema todo é um acúmulo de coisas, certo? Eles trocaram DeAndre Hopkins na última temporada, e Watson ainda conseguiu fazer o ataque funcionar com Fuller, Brandin Cooks e Randall Cobb. Se você não vai trazer o treinador que ele quer, renovar com Fuller (que pode até vir com um pequeno desconto devido ao seu histórico de lesões e suspensão ainda vigente) é uma maneira de dizer a Watson que você o valoriza e que quer que ele continue no time.

Jason Reid, redator sênior da NFL, The Undefeated: Dê a Watson uma contribuição significativa na busca por um técnico. Independentemente de haver simplesmente um mal-entendido entre o CEO da equipe Cal McNair e Watson ou McNair cometeu um erro grave ao enganar o QB do time, isto está claro: os Texans estão em uma situação terrível e precisam sair dela. Rapidamente. Consertar barreiras com Watson deve estar no topo da lista de afazeres dos tomadores de decisão - mesmo antes de contratar um novo técnico. Watson acabou de completar 25 anos. Em termos de QBs na liga na faixa etária de Watson que possuem talento semelhante, talvez não enchamos uma mão ao contar. Em termos de futuro da franquia, os Texans precisam se acertar com Watson. Ou algo o mais próximo possível.

Seth Walder, especialista em estatísticas esportivas: Não entreviste apenas Eric Bieniemy. Contrate-o. Ele é um ótimo candidato a treinador, em primeiro lugar. Mas também há o segiunte: projetar o desempenho do técnico principal é um processo cheio de incertezas. Mesmo que Bieniemy não seja a primeira escolha de Houston, a diferença entre o que os Texans esperariam dele e o que os Texans esperariam de sua primeira escolha - quem quer que seja - certamente é menor do que a diferença entre Watson e, bem, não ter Watson.

Field Yates, analista da NFL: Talvez seja tarde demais. Talvez uma entrevista com Bienemy não seja suficiente. Os Texans precisam tomar todas as medidas necessárias para tranquilizar seu quarterback, e não é um mistério que Watson respeita o trabalho que Bienemy fez em Kansas City. Isso não resolve tudo - longe disso - mas é apenas uma das várias etapas que a equipe pode realizar para suavizar as coisas.

Se os Texans e Watson não chegarem a um consenso, qual time deveria ir atrás do QB?

Bowen: Dolphins. Não vejo os Texans movendo Watson, mas se estamos montando um pacote potencial, talvez os Dolphins se encaixem aqui. Esse negócio enviaria o quarterback Tua Tagovailoa, além das escolhas nº 3 e 50 deste ano por Watson.

Fowler: Washington. Quando você conversa com as pessoas da liga sobre quais times podem esgotar as opções de QB nesta temporada, Washington continua surgindo como uma possibilidade. Esta equipe é melhor do que muitos esperavam, tem estabilidade sob o comando de Ron Rivera e procurará encontrar o mesmo para sua posição de quarterback.

Graziano: 49ers. Você poderia colocar umas 25 equipes aqui, mas vou lançar um dardo e dizer que os Niners deveriam oferecer a 12ª escolha geral como parte de um pacote que junta Watson com Kyle Shanahan. A equipe não deve mais dinheiro a Jimmy Garoppolo e pode se livrar dele sem multas. O elenco é profundo e talentoso e tem que estar mais saudável no próximo ano do que foi neste ano. Watson os colocaria como candidatos a título imediatamente. Reid: Dolphins. Deixe-me esclarecer: duvido muito que Watson seja trocado. A verdade é que as equipes não trocam QBs do naipe de Watson. Isso estabelecido, eu nunca pensei que os Texans estariam nesta posição, especialmente logo depois de tornar Watson o segundo jogador mais bem pago da história da NFL. Se a situação em Houston continuar a se deteriorar, entretanto, Miami tem os ativos do draft, em combinação com QB Tua Tagovailoa como base de qualquer pacote de troca, pelo menos para despertar o interesse dos Texans.

Walder: Patriots. Eu realmente acho que cerca de 25 equipes deveriam considerar a troca por Watson. Mas vamos com os Patriots. Eles precisam de um QB, estão fora do alcance do nível superior no draft e têm o espaço salarial para absorver o salário de Watson - embora ele não seja caro em 2021. Vai ser necessário muito para vencer as outras equipes interessadas. Estou pensando no running back Damien Harris, J.C. Jackson, as escolhas deste ano no primeiro, segundo, quarto e quinto rounds. E Jarrett Stidham, se eles o quiserem. O lado bom? Dar ao melhor técnico da história um dos cinco melhores QBs da liga outra vez.

Yates: Jets. Nenhuma equipe tem um pacote mais atraente de escolhas disponíveis do que os Jets, que poderiam oferecer quatro primeiras rodadas nos próximos dois drafts (os seus mais dois de Seattle). Embora os Jets possam decidir nesta off season que o melhor plano realista para eles é ficar com Sam Darnold e usar a segunda escolha para construir em torno dele, é óbvio que tal plano estaria sujeito a mudanças se Watson estivesse disponível.