<
>

NFL: Cairo Santos revela como foi do desemprego após dia trágico a 'kicker do futuro' nos Bears

play
Cairo Santos fala sobre experiência de ter virado pai recentemente: 'Faz tudo valer a pena' (0:50)

Brasileiro se tornou pai há menos de um mês (0:50)

Há 13 meses, Cairo Santos, até hoje o único brasileiro a jogar uma partida oficial na NFL, viva sua pior fase na carreira. Em 7 de outubro de 2019, ele, defendendo o Tennessee Titans, perdera quatro field goals na derrota para o Buffalo Bills. No dia seguinte, Santos foi dispensado e sua vida na liga corria risco.

O Chicago Bears enfrenta o Green Bay Packers neste domingo, às 22h (Brasília), com transmissão ao vivo e exclusiva da ESPN e ESPN App.

Foram meses se recuperando, esperando, até que pouco antes do início desta temporada, em agosto, pintou a oportunidade de voltar para o Chicago Bears por conta da lesão do kicker titular Eddy Piñeiro. O que era para ser um trabalho temporário acabou virando fixo, e Cairo Santos hoje é sinônimo de confiança no time de especialistas da franquia.

"Tem sido muito gratificante (aqui nos Bears). Como acabou minha temporada ano passado, não deixei isso me abalar, não pensei em desistir e acreditava em mim, só precisava de uma nova chance. Eu tive uma oportunidade que surgiu em San Diego, um técnico fez um combine e convidou os melhores free agents, e os times da NFL tiveram acesso a esse combine. Eu estive lá e chutei muito bem e dali os times começaram a entrar em contato e os Bears foram os primeiros que me deram a oportunidade de competir por uma vaga no training camp. Já era um time que eu tinha essa familiaridade, com o técnico Matt Nagy, o GM é o mesmo que eu passei aqui em 2017, o técnico de special teams também, eu sabia que ia encaixar", disse Cairo, em contato com a imprensa brasileira.

play
2:00

Cairo Santos revela como deu volta por cima após dispensa da NFL em 2019

Brasileiro reviveu carreira no Chicago Bears em 2020

E realmente o brasileiro de 29 anos encaixou. São 17 field goals certos de 19 tentados, o que dá um aproveitamento de 89,5%, o melhor da carreira de Cairo Santos, que começou em 2014. Além disso, ele acertou um chute de 55 jardas, batendo um recorde pessoal.

Cairo Santos compara a fase atual com o seu melhor ano na NFL, em 2016, quando defendia os Chiefs. "É bem semelhante o que eu sinto, eu me sinto um pouco mais forte, estou um pouco mais pesado, pouca diferença. Nos kickoffs, ainda mais chutando aqui com esse vento, estou satisfeito com o que eu sinto atrás da bola, a confiança vem voltando a cada jogo. O auge acho que pode ser comparado, mas acho que preciso terminar essa temporada bem pra realmente pensar assim".

play
1:06

Chiefs 2016 ou Bears 2020? Cairo Santos analisa qual das duas 'versões' representa seu auge

Kicker brasileiro vive melhor fase da carreira em Chicago

O site especializado no time de Chicago do jornal USA Today "Bears Wire" tem acompanhado de perto o trabalho de Cairo Santos semana a semana e usou o termo "kicker do futuro" na franquia em uma publicação recente.

O retorno da lesão

Desde 2017, o brasileiro sofreu com lesões, uma em especial na virilha o atormentou por cerca de dois anos. Foi um longo processo de recuperação até chegar à fase atual.

"A lesão foi a única coisa que me impediu de eu voltar a ser o que era em 2016. A virilha é a parte do movimento que é mais usada. Cada bola demanda na virilha e eu machuquei ela algumas vezes na faculdade e no profissional. Vai rasgando de pouco e pouco, já é uma parte do meu corpo que vinha desgastando desde o começo da faculdade, passei por cirurgia, demorou cicatrização. A força não estava lá ainda, voltou a força que eu tinha em 2016 agora, passei por momentos que tive que mudar minha técnica pra voltar a ser um kicker de alto rendimento, essas mudanças na minha virilha me afetaram em erros. Demorou 2 anos pra eu me sentir o cara que me sinto hoje, que eu era em 2016, mudei meus passos, mudei minha técnica e tudo".

Os dois "brazucas"

A NFL atualmente conta com um "meio brasileiro", o kicker do Indianapolis Colts, Rodrigo Blankenship, que é filho de uma pernambucana. Cairo falou sobre sua relação com o kicker dos Colts, que ele conheceu na adolescência.

play
2:09

Cairo Santos elogia kicker 'meio brasileiro' dos Colts: 'Ele é um robô'

Rodrigo Blankenship é filho de pernambucana e tem ido bem em seu primeiro ano na NFL

"Não me surpreende esse sucesso que ele tem tido, ele é uma dessas histórias que você escuta de um jogador que ajuda um menininho e depois os 2 acabam jogando juntos. Quando eu estava nos Chiefs eu participei de um camp quando ele estava na highschool e ele era cotado com um dos melhores kickers naquela época, ele ganhou aquele camp e eu lembrava dele, falei 'Esse cara é um robô'. Ele faz os mesmos passos, ele bate o calcanhar duas vezes, depois o braço...é importante você estabelecer essa rotina, quando você faz isso todos os chutes no treino, no jogo parece que você está no treino. Eu sabia que esse cara seria bom por esse pensamento que ele tem, acabou recebendo oferta pela universidade da Georgia, então não me surpreende que ele está tendo sucesso na NFL".

"Foles é um líder"

Apesar das críticas a Nick Foles, quarterback titular dos Bears e MVP do Super Bowl LVII, Cairo Santos defende seu passador.

play
0:46

Cairo Santos elogia contestado QB dos Bears Nick Foles: 'Ele é um líder'

MVP de Super Bowl, Foles tem sido criticado pelas atuações em Chicago

"Ele é um líder desse time como pessoa e jogador. A história que ele teve, de ganhar o Super Bowl contra o Tom Brady e os Patriots fala por si próprio do jogador que ele é capaz de ser. Esse ano a gente tem tido dificuldades em outras funções do ataque e com isso ele naão pode ser o melhor que ele é, mas a confiança nele é muito alta".