<
>

O resumo da semana 11 da NFL: Brasil decidindo, lesão feia e até James Harden

Já se passaram 11 semanas na NFL! E a última rodada não decepcionou em termos de lances curiosos. Tivemos o armador da NBA, James Harden, aparecendo no Sunday Night Football de um jeito pouco convencional.

O Brasil também não ficou de fora, com um Rodrigo decidindo jogo importante entre Indianapolis Colts e Green Bay Packers.

Houve ainda lesão feia da jovem estrela Joe Burrow, do Cincinnati Bengals, que terá pela frente uma dura recuperação.

E não dá para esquecer da briga pela primeira posição na Conferência Americana! O Kansas City Chiefs venceu e tem campanha de 9 vitórias e 1 derrota, mas não alcança o Pittsburgh Steelers, que segue invicto com 10 triunfos em 10 jogos.

Quer ficar por dentro do melhor (e do pior) da rodada? É só curtir o resumo do ESPN.com.br!

*Conteúdo patrocinado por Mitsubishi Motors, Samsung Galaxy, C6Bank e Magalu

Força, Burrow!

A escolha número 1 do último Draft sofreu um golpe duríssimo. Burrow lesionou o joelho em um lance com a defesa de Washington e foi diagnosticado com ruptura dos ligamentos cruzado e medial na região. Seu 2020 já era e o retorno no começo da próxima temporada pode nem acontecer.

O jovem quarterback agora encara um período tenso em sua carreira no Cincinnati Bengals. Força, Burrow!

Relaxa, Andy Reid

Os Chiefs passaram por um momento tenso no duelo de divisão contra o Las Vegas Raiders. A 1min30s do fim da partida, Kansas City perdia por três pontos. Mas a virada veio em um touchdown de Travis Kelce, que teve 127 jardas no jogo.

A recepção aconteceu com menos de 30s para o fim e manteve os Chiefs sobrando na ponta da AFC Oeste, com 9 vitórias e 1 derrota.

James Harden?

Um lance chamou atenção na partida do Sunday Night Football. A chamada de audible (que muda a jogada a ser realizada) de Derek Carr, que gritou "James Harden". Não, ele não tentou um lançamento longo como o armador do Houston Rockets, nem passou a bola. Carr simplesmente entregou para seu running back correr com ela.

CeeDee Lamb com a recepção da semana?

O calouro foi o destaque da vitória dos Cowboys sobre os Vikings. Foram apenas 34 jardas e uma recepção para touchdown. Mas QUE recepção! Lamb mostrou que seu futuro será grandioso na NFL. E Dallas segue vivo na fraca divisão Leste da NFC, mesmo com 3 vitórias e 7 derrotas.

Ou Adam Thielen?

Do outro lado, Adam Thielen também aprontou das suas e fez uma recepção para touchdown com uma mão só! O wide receiver teve 123 jardas e pegou dois TD's, no entanto nesta segunda-feira foi mandado para a lista dos reservas/COVID-19 nos Vikings, o que coloca em dúvida sua presença na próxima partida.

Steelers cantam parabéns para JuJu

Único time invicto na NFL, o Pittsburgh Steelers vive uma fase tão boa após 10 vitórias seguidas que inovou na comemoração do TD de Chase Claypool. Os jogadores cantaram parabéns e fizeram JuJu Smith-Schuster assoprar velinhas. Schuster completou 24 anos no domingo, dia em que os Steelers atropelaram os Jaguars por 27 a 3.

É DO BRASIL...ou quase isso

Rodrigo Blankenship foi o herói do dia em Indianápolis. O kicker fez o field goal de 39 jardas que deu a vitória aos Colts sobre o Green Bay Packers no domingo por 34 a 31. Blankenship é filho de brasileira e já explicou em entrevista ao ESPN.com.br que adere à cultura do país sul-americano por conta de sua mãe.

Nem com tabelinha...

Tom Brady, aos 43 anos, inovou no Monday Night Football. O quarterback fez uma "tabelinha" com a defesa e lançou dois passes na mesma jogada, encontrando Mike Evans para a recepção. Faltou só combinar com as regras da NFL, que não permitem esse tipo de lance - os Buccaneers foram penalizados com uma falta de "passe ilegal para frente". Pior para o quarterback, que também lançou duas interceptações e viu sua equipe ser derrotada em casa pelo Los Angeles Rams.