<
>

Provocações e parceira com Tiger Woods no golfe: O Peyton Manning que você nunca viu antes

O relatório dos olheiros diz que ele é uma grande ameaça, um jogador competitivo e bem preparado, com um foco apenas na vitória. Ah, e ele vai te provocar também.

Estamos falando de Peyton Manning, o jogador de golfe.

"Sem dúvida, sem dúvida", disse o amigo de longa data e ex-companheiro de equipe Brandon Stokley, rindo. "Provavelmente tudo o que ele era no futebol americano, ele é no golfe, mas com mais histórias - boas, realmente boas. Mas todo o foco que ele tinha no futebol americano, ele também em no golfe.

Mike Shanahan, ex-técnico do Denver Broncos, disse: "Ele fala bem com todo mundo, especialmente se você é um pouco arrogante ou age como se já tivesse entendido tudo. Mas ele é um cara divertido, que te provoca a cada buraco, a cada tacada. Mas se, neste caso, ele quiser entrar nas provocações, eu imagino que ele saia por cima daqueles caras. “

Aqueles caras são Phil Mickelson e Tom Brady, que vão enfrentar Manning e Tiger Woods neste domingo, em um evento de 18 buracos chamado “The Match: Campeões pela Caridade”. O evento acontecerá no Medalist Golf Club, em Hobe Sound, Flórida, para arrecadar dinheiro para o combate contra o coronavírus. As duas duplas, que somam oito vitórias no Super Bowl, oito prêmios de MVP e 20 títulos de Major em seus currículos, jogarão nove buracos em cada um dos dois formatos: melhor bola e tacada alternativa modificada.

Manning, membro do Cherry Hills Country Club em Denver e Augusta National, tem um handicap de 6,4, de acordo com a Rede de Informação de Handicap de Golfe da USGA. O jogador recreativo médio teria cerca de 16. Manning tem a pontuação constante na casa dos 80 em Cherry Hills, que sediou o PGA Championship, o US Open, o US Women’s Open e o US Amateur pelo menos uma vez desde 1978.

Enquanto ainda jogava nos Broncos, Manning teve um 77 no Augusta National na primavera de 2013, uma rodada que incluiu um hole-in-one, em um grupo que também incluía John Elway e o então técnico do Broncos, John Fox.

Manning chamou o golfe de "uma espécie de jogo para sempre. Eu gosto desde o tempo em que joguei com meus amigos na [Universidade do] Tennessee".

Então, o que podemos esperar esta semana?

"Peyton pode conseguir uma pontuação na casa dos 70, mas provavelmente vai ficar na casa dos 80, e ele está bem com isso", disse Wes Welker, que jogou com Manning e Brady. "[Manning] nunca terá um bogey triplo ... ele é mais um cara de par-bogey. “

Stokley pode ter a maior experiência possível como adversário, praga e amigo de Manning no campo de golfe. Ambos ainda vivem na área de Denver e, como ex-companheiro de Manning nos tempos de Indianapolis Colts e Denver Broncos, Stokley estima que ele tenha jogado "centenas" de rodadas com Manning ao longo dos anos, incluindo algumas em 2020.

"Nós batalhamos, mas ele é muito competitivo, não para por um segundo", disse Stokley. "Ele faz as jogadas, é um competidor nato; eu sempre espero uma grande jogada dele, essa é a minha mentalidade quando estou jogando com ele. Eu nunca quero me surpreender; ele vai fazer uma tacada de 15 metros, ou só vai cutucar para dentro. Eu não me surpreendo mais com essas coisas. Ele faz grandes tacadas no campo de golfe, e isso geralmente ocorre nos grandes momentos, quando a coisa apertava... sabe, como ele fazia aos domingos.

Ah, mas também existe a disposição de Manning para puxar papo ao longo do caminho. Woods, depois de disputar uma partida com o ex-QB, disse que Manning "me provocou". A língua afiada de Manning esteve em exibição em um vídeo no mês passado com Mickelson, Woods e Brady, no qual Manning tirou sarro de Brady após uma jogada.

"Ele fala muito durante o percurso ... e ele sabe todas as regras. Por exemplo, se a bola estiver atrás de uma árvore, está atrás de uma árvore e pronto; é como se ele quisesse um árbitro particular", disse Welker.

A chama competitiva de Manning nunca parece se apagar. O bicampeão do Super Bowl é tão competitivo com Stokley que eles raramente jogam como uma equipe.

"Eu e Peyton nunca jogamos no mesmo time", disse Stokley. "Apenas em uma situação, temos um certo grupo de caras que enfrentamos três ou quatro vezes por ano, e então jogamos na mesma equipe, mas é isso. Somos amigos, muito amigos, mas alguém sempre fica um pouco chateado quando o jogo acaba. Não tem maldade nem nada, mas é muito competitivo, e mantemos o respeito. Depois do fim do jogo, trocamos mensagens e tudo fica bem. “

Shanahan e Stokley veem Manning como um exemplo de por que o golfe se torna uma atividade popular para muitos na NFL, durante e depois das carreiras .

"O Jerry Rice, quando eu cheguei a São Francisco, estava apenas começando, e nós estávamos discutindo sobre isso", disse Shanahan. "Eu disse a ele: 'Se você jogar golfe como joga na posição de wide receiver, não vai demorar muito'. No fim do ano, ele tinha cortado seu handicap de 22 para 5 em um ano. O mesmo aconteceu com John [Elway], que foi de um aprendiz básico do jogo para fazer o par. Eles mergulharam no esporte de cabeça.

"Você consegue ver que, se Peyton tiver tempo, ele será um bom jogador. Ele tem um legítimo handicap baixo, e tem o mesmo orgulho que tinha no futebol americano. Essa foi a primeira coisa que vi quando joguei com ele".