<
>

NFL: Brady diz que 'era hora' de deixar Patriots e fala sobre legado na liga

Tom Brady já está marcado como um dos maiores jogadores da história do New England Patriots e, claro, da NFL, mas isso parece não ser o bastante para o quarterback, que já vislumbra o seu futuro na liga.

Em entrevista ao programa “The Howard Stern Show”, o jogador revelou que apesar do sucesso e das seis conquistas de Super Bowl, os números, troféus e legado na liga pouco importam.

“Nunca me preocupei com legado. Estou c****** para isso. Nem uma vez sequer, mesmo enquanto estava na escola, disse: ‘Cara, mal posso esperar para ver como vai ficar o meu livro de recordes’. Simplesmente não é para mim. Não faz parte da minha personalidade”, comentou.

Ele também comentou sobre a sua despedida dos Patriots. Segundo o quarterback, mesmo com toda a idolatria, o jogador sentiu que “era hora” de sair.

“Conquistei tudo que poderia em duas décadas com uma organização incrível, um grupo incrível de pessoas, e isso jamais vai mudar. Ninguém pode tirar isso de mim, ninguém pode tirar aquelas experiências ou títulos de Super Bowl de nós”, explicou.

'Dependência' do técnico Bill Belichick? Brady discorda da possibilidade.

"Acho que este é um argumento de m**** que as pessoas dizem. Eu não posso fazer o trabalho dele, assim como não pode fazer o meu", disse. "Não tenho ideia se teria (tanto sucesso sem o treinador). Mas sinto a mesma coisa em vice-versa".

No dia 20 de março, Tom Brady foi anunciado pelo Tampa Bay Buccaneers como o novo quarterback da franquia. O jogador de 42 anos assinou um contrato de 30 milhões de dólares (cerca de R$ 150 milhões) por uma temporada.