<
>

NFL: Brady dá 1ª coletiva nos Bucs, se esquiva de perguntas dos Patriots e revela quando soube que deixaria New England

play
A transformação de Brady: depois de 20 anos, astro da NFL não veste mais camisa dos Patriots (0:24)

QB assinou por duas temporadas com os Buccaneers (0:24)

Tom Brady falou pela primeira vez como novo jogador do Tampa Bay Buccaneers, franquia pela qual ele assinou um contrato pelos próximos dois anos na NFL.

E como não poderia ser diferente, seu passado no New England Patriots, time onde ele passou os 20 anos de NFL de sua carreira até aqui, foi questionado. Mas Brady se esquivou da maioria das perguntas para dar mais detalhes dos motivos de sua saída.

"Eu tenho muito respeito pelos Patriots, ninguém é mais fã dos Patriots do que eu. Eu sou grato ao Mr.Kraft, Belichick, os técnicos, jogadores, tenho otimos relacionamentos que serão mantidos. Será diferente, mas ao mesmo tempo é assim que a vida é às vezes", disse Brady, de 42 anos, em teleconferência nesta terça.

"Mr.Kraft foi uma grande influência na minha vida, me sinto grato de ter ficado lá por duas décadas, foi um momento incrível para minha família, ao mesmo tempo estou animado por essa oportunidade, ter a oportunidade de me juntar aos Bucs me empolgou", completou.

Brady também respondeu sobre a afirmação de Kraft, dono dos Patriots, dizendo que foi opção do QB sair de New England.

"Eu não sou responsável por certas coisas que as pessoas dizem", limitou-se a dizer. Mas o QB afirmou quando soube que deixaria os Patriots.

"Foi na noite que fui na casa do Mr.Kraft. Nós tivemos uma ótima conversa, eu quis expressar a ele o significado dele na minha vida", explicou, dizendo que contou sobre a decisão a Bill Belichick minutos depois.

Vida nova

Brady também falou sobre o novo desafio e a forma como pretende se entrosar com os novos companheiros em meio à pandemisa do coronavírus.

"Onde eu estive eu aprendi, ninguém se importa com o que você fez no passado. Eu acho que minha experiência vai me permitir a transiçãoo rapidamente, aprender coisas novas, É um desafio único. Muitas coisas me intrigaram sobre a organização, jogadores, técnicos, vontade de todos de vencer, vou tentar faer tudo o que eu puder", explicou.

"Eu não vou prever como os próximos meses vão ser, vou fazer o máximo para estar em conversas com os caras e trabalhar. Tecnologia é uma coisa incrível e vamos usar da melhor forma possível para nos conhecermos", completou.