<
>

Tom Brady, disputa eleitoral, trailers de filmes e bela história de amor: os milionários comerciais do Super Bowl LIV

Já é tradição.

Todos os anos o Super Bowl dá um espetáculo para os fãs de NFL, seja para quem assiste ao jogo diretamente do estádio ou pela televisão. Além das disputas dentro de campo e da igualmente aguardada performance de artistas no show do intervalo, os comerciais de TV também são uma atração à parte.

O concorrido espaço - 30 segundos com alcance nacional nos Estados Unidos custam mais de 5 milhões de dólares (R$ 21,4 milhões) - tem de tudo. Marcas, produtos, trailers de filmes...

No Super Bowl LIV, que contou com vitória do Kansas City Chiefs para cima do San Franciso 49ers, não foi diferente. Neste ano, gigantes como Facebook e Google estiveram presentes nas ações publicitárias, e até Donald Trump utilizou o evento para se promover em disputa eleitoral nos EUA. Um dos mais comentados, no entanto, foi o anúncio feito por Tom Brady, astro do New England Patriots e seis vezes campeão da NFL.

Teve também a atriz Maisie Williams, estrela da série Game of Thrones, cantando a música "Let It Go", e diversos trailers dos principais lançamentos deste ano no cinema. Entre os principais filmes, estão "007 - Sem Tempo Para Morrer", "Top Gun: Maverick" e "Velozes e Furiosos 9".

Assista abaixo aos principais comerciais do Super Bowl LIV:

Hulu

Tom Brady foi garoto-propaganda da Hulu. O marido de Gisele Bündchen quase tirou o fôlego dos fãs ao anunciar o que indicava ser uma aposentadoria, mas no fim das contas era apenas uma ação da plataforma de vídeos on-line

"Eu não vou a lugar nenhum", disse ao término do comercial.

Facebook

O Facebook estreou no Super Bowl neste ano. Em seu primeiro anúncio na final da NFL, a empresa usou o espaço para promover o recurso de grupos na rede social. Chris Rock e Sylvester Stallone estrelaram a campanha "More Together" (Mais Juntos, em tradução literal do inglês).

Google

O Google marca presença no Super Bowl desde 2010. Neste ano, a aposta foi em uma bonita história de amor para divulgar o recurso "Google Assistente". O protagonista usa a ferramenta para rever fotos e momentos dele e sua esposa.

Donald Trump

Donald Trump também marcou presença no Super Bowl. Em ano de eleição americana, o presidente dos Estados Unidos apareceu duas vezes e usou o espaço para exaltar os seus primeiros anos na Casa Branca.

Michael Bloomberg

Mas Trump não foi o único a usar a partida para fazer campanha eleitoral. Michael Bloomberg, ex-prefeito de Nova York e provável candidato democrata à presidência, questionou as leis sobre controle de armas no país em propaganda de um minuto.

Coca-Cola

A Coca-Cola apostou em dois nomes do cinema: Martin Scorcese e Jonah Hill. A dupla estrelou comercial para apresentar um novo energético da marca de refrigerante.

Audi

A atriz Maisie Williams, a Arya de Game of Thrones, divulgou lançamento da Audi e soltou a voz ao som de "Let it Go", trilha do filme Frozen.

Mountain Dew

A marca de refrigerantes Mountain Dew recriou a clássica cena do filme "O Iluminado", com o ator Bryan Cranston, da série Breaking Bad.

Microsoft

Katie Sowers, primeira mulher a fazer parte do Super Bowl, foi personagem da campanha "Be The One", Microsoft. Ela faz parte da comissão técnica do San Francisco 49ers.