<
>

Como a torcida dos Chiefs tomou conta do Super Bowl LIV e 'virou' o jogo contra os 49ers

play
Em festa de rua, Kansas City explode de felicidade no touchdown da vitória dos Chiefs (0:17)

Equipe buscou a virada no último quarto contra o San Francisco 49ers (0:17)

Nunca haverá uma ciência exata para explicar o famoso ditado “torcida ganha jogo”. Mas no Super Bowl LIV, em Miami, os fanáticos do Kansas City Chiefs nos fizeram acreditar novamente que isso pode vir a ser verdade em alguns casos.

A partida não estava nada boa para Patrick Mahomes e o Kansas City Chiefs, que perdiam até a metade do último quarto por 10 pontos para o San Francisco 49ers.

O Hard Rock Stadium, em Miami, começou então a ouvir os ecos do famoso grito de guerra acompanhado da mão direita se movimentando para cima e para baixo como se sinalizasse uma machadada da torcida dos Chiefs.

E dali em diante, a partida não foi mais a mesma.

Os Chiefs “acordaram” impulsionados pela sua torcida, Mahomes teve jogadas brilhantes, e Kansas City sagrou-se campeão do Super Bowl LIV com uma virada que parecia improvável.

A torcida dos Chiefs praticamente “invadiu” Miami nesta semana.

Nas ruas, a impressão era de que as torcidas estavam bem divididas, mas no dia do jogo, o som do estádio pareceu maior vindo da torcida dos Chiefs.

No Hard Rock Stadium, a impressão era de que se os Chiefs não eram maioria, pelo menos a torcida era a mais barulhenta.

E torcida barulhenta é com Kansas City. A franquia está no Guinness Book até por isso.

Em 2014, durante uma partida contra o New England Patriots, o barulho registrado pela torcida dos Chiefs no Arrowhead Stadium foi de 142,2 decibéis, o mais alto por um time de qualquer esporte num estádio.