<
>

Aposentadoria? Antonio Brown critica dono dos Patriots, ex-colega de Steelers e afirma que não jogará mais na NFL

Antonio Brown não jogará mais na NFL... de acordo com o próprio Antonio Brown.

Neste domingo, o wide receiver usou sua conta oficial no Twitter para anunciar que não jogará mais na liga.

"Eu não vou mais jogar na NFL. Esses donos podem cancelar os acordos e fazer o que querem a qualquer momento. Vamos ver se a Associação dos Jogadores irá responsabilizá-los", disse Brown, recentemente cortado do New England Patriots depois de apenas um jogo.

Brown, quando trocado pelo Pittsburgh Steelers para o Oakland Raiders, assinou um contrato de três anos e US$ 54 milhões, sendo que US$ 30 milhões eram garantidos. Porém o jogador quebrou regras contratuais e, quando foi cortado pelos Raiders, perdeu US$ 29,1 milhões do valor que era assegurado.

Depois, fechou um acordo de uma temporada com os Patriots que pagaria US$ 9 milhões em bônus e um salário garantido de mais US$ 1 milhão.

Brown receberia US$ 5 milhões até 23 de setembro, e o restante do valor seria pago em 15 de janeiro. Agora, com sua declaração, ele deixa implícito o fato de que os Patriots não pagarão bônus ou salário.

Inclusive, o jogador criticou Robert Kraft, dono dos Patriots, que teria sido um dos responsáveis por seu corte.

No sábado, o empresário do jogador, Drew Rosenhaus, disse que times entraram em contato com ele após sua dispensa de New England, mas todos esperam pelo resultado da investigação feita pela NFL em relação a uma acusação de estupro.

Ainda no Twitter, Brown postou imagens de notícias antigas relacionadas a outros jogadores que foram acusados de assédio sexual. Entre, eles Shannon Sharpe, hoje comentarista, e Ben Roethlisberger, quarterback dos Steelers e ex-colega do wide receiver.

"Quatro jogos para Big Ben (de suspensão). Que mundo maluco. Para mim, chega", escreveu, em referência à suspensão sofrida pelo quarterback em 2010.