<
>

Tom Brady completa 42 anos sem falar em aposentadoria, atrás de recordes e pronto para 'aguentar mais pancadas'

Como o sábado é de folga na pré-temporada do New England Patriots, Tom Brady poderá comemorar em casa seu aniversário de 42 anos. Entrando em sua 20ª temporada na liga, o camisa 12 sabe que terá alguns desafios para continuar provando que ainda está longe do fim de sua carreira.

Há exatos seis meses, Brady estava em campo conquistando seu sexto título da NFL, tornando-se o primeiro jogador a conquistar seis anéis de campeão do Super Bowl.

“Futebol americano, eu amo o esporte. Eu tenho amado jogar desde que eu era criança. É difícil para mim me imaginar fazendo qualquer outra coisa na vida. Amo jogar bola. Ainda estar aqui com 41, logo com 42, é algo muito grande para mim”, disse o quarterback dias atrás.

Desde que completou 40 anos, Brady levou a equipe para dois Super Bowls (perdeu o LII para o Philadelphia Eagles), foi eleito o MVP da temporada 2017, quando liderou a liga em jardas aéreas, e soma 24 vitórias e oito derrotas, empatado com Drew Brees, e Jared Goff como os QBs titulares com mais vitórias nos últimos dois anos.

É o suficiente para o futuro? O próprio Brady acha que não e revela que trabalhou nas férias para ficar um pouco mais 'monstrão'.

“Eu quis ficar um pouco maior neste ano e ganhar um pouco mais de peso para tentar aguentar um pouco mais dos contatos. Trabalhei duro nisso”, afirmou.

Em sua 20ª temporada nos Patriots, o quarterback precisará de mais uma para igualar o recorde de Jason Hanson, que defendeu o Detroit Lions por 21 anos. Acontece que o camisa 12 está no último ano de seu contrato, sem novidades sobre uma extensão.

“Será que eu fiz por merecer (uma extensão)? Eu não sei. Isso é assunto para uma mesa redonda. O que vocês acham? Devíamos fazer uma enquete? Conversem com o Mr. Kraft, vai”, disse o jogador, que receberá US$ 14 milhões (R$ 54,26 milhões), 40% da média anual do novo contrato de Russell Wilson.

Na Era Super Bowl, apenas quatro QBs foram titulares aos 42 anos, sendo que Warren Moon e Vinny Testaverde foram os únicos a fazer isso por mais de um jogo, com duas e seis respectivamente.

Na história da NFL, foram seis jogadores com 42 anos somaram 29 passes para TD. Brady vai tentar superar esta marca por si só, sendo que ele teve 29 passes para TD no último ano, aos 41, e tem oito temporadas na carreira com pelo menos este número, sendo todas elas vieram após os 30 anos.

Warren Moon também detém o recorde de passes para TD aos 42 anos ou mais, com 11, número que Brady irá perseguir enquanto também tenta bater o recorde de Peyton Manning, que encerrou a carreira com 539 lançamentos na end zone, 22 a mais que o camisa 12.

Brady, porém, não terá um de seus mais confiáveis companheiros. A aposentadoria de Rob Gronkowski vai mudar o playbook dos Patriots, e o QB já avisou que “não dá para pegar um substituto na árvore”.

Desde 2010, mesmo com Gronk perdendo 29 jogos por lesão, Brady liderou a liga com 118 passes para touchdowns de tight ends, com larga vantagem para Drew Brees, e superando a soma de Aaron Rodgers (45) e Ben Roethlisberger (43).