<
>

Dono do Denver Broncos, Pat Bowlen morre aos 75 anos

play
NFL: Solomon Thomas, dos 49ers, se abre sobre o drama familiar que o colocou na luta contra o suicídio (7:01)

Defensor do San Francisco 49ers afirma que joga pela memória de sua irmã (7:01)

Na noite desta quinta-feira, morreu Pat Bowlen, lendário proprietário do Denver Broncos. Aos 75 anos, ele lutava há muitos anos contra o Alzheimer, doença com a qual foi diagnosticado dois meses antes de ser colocado no Hall da Fama do esporte.

“Estamos tristes em informar a todos que nosso amado marido e pai, Pat Bowlen, passou para o próximo capítulo de sua vida na noite desta quinta-feira, pacificamente em sua casa, cercado pela família. Sua alma irá viver através dos Broncos, da cidade de Denver e todos nossos torcedores. Nossa família deseja expressar a gratidão sincera pelo apoio que recebemos nos últimos anos. O paraíso ficou um pouco mais laranja e azul nesta noite”, disse a família em comunicado.

“Pat Bowlen teve um espírito competitivo com grande sendo de humor. Como amante da diversão que ele era, ele sempre quis entender o quadro geral. Nós sempre lembraremos sua bondade e humildade. Mais importante do que ser um incrível proprietário, Pat Bowlen foi um incrível ser humano”, completaram.

Nos 35 anos sob comando de Bowlen, os Broncos foram para sete Super Bowls, conquistando três títulos (XXXII, XXXIII e 50). Desde 1984, os Broncos tiveram o maior número de temporadas vencedoras (21) em toda a NFL, e o segundo maior número de aparições nos playoffs (18).

Bowlen deixou de acompanhar o dia a dia da franquia pouco antes da temporada de 2014, que seria o terceiro ano de Peyton Manning na franquia e uma temporada antes da mais recente conquista dos Broncos no Super Bowl.

Para adquirir a equipe, Bowlen e sua família pagaram US$ 71 milhões (sendo US$ 51 milhões por 60,8% das operações em 1984 e mais US$ 20 milhões pelo restante em 1985). Hoje, segundo a Forbes, a franquia vale US$ 2,6 bilhões (R$ 10,04 bilhões).