<
>

NFL: Proposta dos Chiefs para mudanças na prorrogação não vai nem para votação

O Kansas City Chiefs bem que tentou, mas não será desta vez que as regras vão mudar nas prorrogações na NFL. A proposta feita pela franquia do Missouri não conseguiu apoio e sequer foi votada nesta quarta-feira, no encontro de proprietários das franquias, realizado na Flórida.

A proposta dos Chiefs era de que ambos os times tivessem uma chance de atacar, mesmo que um touchdown fosse marcado na primeira posse. Na última final da AFC a franquia acabou derrotada após o New England Patriots ganhar no cara ou coroa e anotar um TD na primeira campanha, deixando Pat Mahomes apenas como expectador.

Segundo o vice-presidente de operações da NFL, Troy Vincent, a proposta teve algum apoio entre os proprietários, mas apenas para mudanças na pós-temporada. Contudo, não teve aceitação suficiente para colocar o tema em votação.

Pelo regulamento atual o jogo se encerra na primeira posse apenas em caso de touchdown, ou em caso de um safety da defesa. Um field goal dá a oportunidade do outro time mandar seu ataque para campo.

Outro ponto importante nesta quarta-feira foi que os proprietários garantiram que o comitê de competição terá autoridade para ajustar os procedimentos de revisão em jogadas de interferência no passe, uma novidade para a próxima temporada.

Isso indica que a mudança de regra ainda está sendo desenvolvida, com opiniões de treinadores e jogadores para mudanças em dois pontos do texto aprovado pelos donos.

Os conselhos são para que a regra não se aplique em jogadas de Hail Mary e também tirar a decisão de cabine durante os dois minutos finais dos jogos. No segundo caso, o comitê discute abrir uma exceção para que os treinadores possam desafiar este tipo de jogada.