<
>

Tom Brady afirma que Aaron Rodgers o inspira a ser um quarterback melhor

A expectativa é grande para o possível último encontro de Tom Brady e Aaron Rodgers neste domingo, quando New England Patriots e Green Bay Packers se enfrentam no Sunday Night Football, em jogo marcado para 23h15 (de Brasília) com transmissão da ESPN e do WatchESPN.

O quarterback dos Patriots, em entrevista à WEEI nesta terça-feira, revelou que o jogador dos Packers o motivou a se tornar um jogador melhor.

“Eu acho que é inspirador. Até para mim, eu vejo seus jogos e isso faz com que eu queira sair e treinar, melhorar, porque acho que ele é tão fenomenal sobre como ele se porta no pocket. Sua habilidade de lançar é diferente de todos provavelmente na história da liga. E bem incrível de assistir”, disse Brady.

O camisa 12 de New England disse ainda que o 12 de Green Bay lançou até mesmo “alguns dos melhores passes incompletos que ele já viu”, e contou que ambos são amigos de longa data, já que compartilham suas origens na região de São Francisco.

Esta será a segunda vez que eles vão se encontrar como quartebacks titulares de suas equipes, sendo que os Packers levaram a melhor no último jogo, com vitória por 26 a 21 em 2014. Já na última vez que Green Bay jogou em Foxboro, Rodgers foi desfalque por lesão.

“Será um grande desafio para nossa defesa. Vamos tentar dificultar para a defesa deles e veremos como vai ser. Tivemos muitos jogos de placar apertado neste ano, e tenho certeza que este será assim”, afirmou o quarterback.

Brady também falou da pergunta que deve ser o grande tema antes deste encontro, com a discussão sobre qual dos dois merece o título de melhor quarterback em atividade.

“Acho que é uma questão hipotética e realmente impossível de responder. É muito bom debater este tipo de coisa. Eu não penso sobre isso, ‘Oh, esse cara é melhor que este aqui ou este?’, acho que é porque talvez eu seja um atleta e sei que tem muito trabalho de equipe, são muitos fatores que ajudam seu time a vencer”, afirmou.

“Bons quarterbacks, penso, permitem que os times construam um sistema ao seu redor e tragam suas habilidades. Acho muito lisonjeiro quando um time seleciona você e diz ‘Olha, queremos seguir adiante com você e vamos atrás de recebedores para completar suas habilidades’. Se eles não estão fazendo isso, provavelmente significa que o time não confia muito em você”, completou.