<
>

'Não é um cara sujo': o que Lakers e Pistons disseram após agressão de LeBron que causou 'caos' na NBA

LeBron James agrediu Stewart, do Detroit Pistons, e causou uma confusão generalizada em quadra


Na noite do último domingo (21), no início do terceiro quarto da partida entre Los Angeles Lakers e Detroit Pistons, pela NBA, o craque LeBron James acertou uma agressão em Isaiah Stewart, em lance fora da disputa de bola após um lance livre. O soco de LeBron tirou sangue do rival, que ficou insandecido, criando uma confusão generalizada.

A briga em quadra gerou a expulsão do atleta dos Lakers, além de duas faltas técnicas para Stewart, que também foi expulso. Westbrook, dos Los Angeles Lakers, recebeu uma falta técnica após tomar as dores de LeBron durante a confusão.

Logo após a partida, com os ânimos mais controlados, Anthony Davis contou sobre o que viu em quadra e deixou claro que LeBron James não é um atleta maldoso. A expulsão diante dos Pistons foi apenas a segunda em toda a carreira do craque.

"Todos na liga sabem que LeBron não é um cara sujo. Na verdade, quando ele soube que tinha batido nele, assim que o fez, ele olhou para o Isaiah como, 'Me desculpe. Eu não tentei fazer isso'", disse Davis. Outro que se pronunciou sobre o ocorrido foi Dwane Casey, técnico dos Pistons, que também colocou 'panos quentes' no assunto.

"Foi um lance complicado com o Isaiah. Seu olho ficou totalmente aberto e ele ficou chateado por um motivo. Então, não acho que James seja um jogador sujo, mas, de novo, isso ajudou a inflamar os ânimos", disse o treinador.

Ao final do confronto, os Lakers venceram por 121 a 116 e ocupam apenas a 8ª colocação da Conferência Oeste. Os Pistons, por outro lado, vão mal na Conferência Leste, na penúltima posição, com apenas quatro vitórias em 16 partidas disputadas na NBA.