<
>

Kyrie Irving é afastado do Brooklyn Nets na NBA por se recusar a tomar vacina contra COVID-19

Decisão do Brooklyn Nets de afastar Kyrie Irving por não tomar vacina contra COVID-19 foi anunciada nesta terça-feira pelo general manager Sean Marks


O Brooklyn Nets anunciou nesta terça-feira que o armador Kyrie Irving foi afastado da equipe e não poderá participar de treinos e jogos da NBA por não ter tomado vacina contra a COVID-19.

O comunicado foi feito pelo general manager da equipe de Nova York, Sean Marks.

Assista aos jogos da NBA ao vivo com transmissão pela ESPN no Star+

"Kyrie fez uma escolha pessoal, e nós respeitamos seu direito individual. No entanto, sua escolha no momento o restringe de ser um membro full-time da equipe, e não vamos permitir que nenhum atleta jogue meio período pelo time", afirmou Marks.

"É imperativo que a gente continue a construir a química da nossa equipe, mas ao mesmo tempo nos mentando fiéis aos nossos valores, que são união e sacrifício pela equipe", acrescentou.

"Nosso objetivo de buscar o título na próxima temporada não mudou, e, para alcançar essa meta, cada membro da nossa organização deve remar na mesma direção", cutucou.

"Nós estamos animados com o início da temporada e estamos ansiosos para fazer uma grande campanha, que deixe todos orgulhosos no bairro do Brooklyn", complementou.

As regras de vacinação do Estado de Nova York exigem que uma pessoa tenha tomado ao menos uma dose de vacina contra a COVID-19 para ter sua entrada autorizada em ginásios.

Isso inclui, por exemplo, o Barclays Center, casa dos Nets, e o Madison Square Garden, onde atua o New York Knicks.

As leis dos Estados Unidos impedem que o Brooklyn Nets divulgue publicamente se Kyrie Irving foi vacinado ou não.

Todavia, o comunicado da equipe nesta terça-feira é um indicativo claro de que o armador não cumpriu os requerimentos de vacinação do Estado de Nova York.