<
>

Giannis em 'nível Jordan', viradas épicas e mais: como os Bucks foram campeões da NBA

O Milwaukee Bucks é o campeão da NBA na temporada 2020-21! Nesta terça-feira (20), os Bucks bateram o Phoenix Suns e fecharam a série das Finais por 4 a 2, conquistando o segundo título de sua história, quebrando um jejum de 50 anos sem ser campeão.

Com Giannis Antetokounmpo brilhando e sendo eleito o MVP das Finais, além dos super coadjuvantes Khris Middleton e Jrue Holiday, a equipe de Wisconsin conquistou o troféu Larry O'Brien diante de Chris Paul, Devin Booker e os Suns.

*Conteúdo patrocinado por Claro, Ford, Bradesco, Samsung e Sadia

Foi uma conquista épica em uma temporada épica do time comandado por Mike Budenholzer. Será esse o começo de uma dinastia?

Veja abaixo o especial sobre o título do Milwaukee Bucks na temporada 2020-21 da NBA:

Giannis em companhia de elite

Com apenas 26 anos, o ala grego já tem dois prêmios de MVP, um MVP das Finais e um troféu de defensor do ano na NBA. Os outros dois únicos na história a terem os três? Michael Jordan e Hakeem Olajuwon.

Curiosamente, Giannis vence seu primeiro título mais jovem do que LeBron James (27) e Michael Jordan (28) foram campeões pela primeira vez.

O maior estrangeiro da história?

Não é fácil chegar de fora dos Estados Unidos e ser "dono" de um time na NBA. Ainda mais ser MVP da temporada regular, das Finais e ser campeão da NBA.

Giannis começa a escrever seu nome na história e está trilhando o caminho para ser o maior estrangeiro de todos os tempos da liga.

*Hakeem Olajuwon nasceu na Nigéria, mas se naturalizou norte-americano, jogou no basquete universitário dos EUA e até ganhou a medalha de ouro olímpica pelo país.

Demorou, mas valeu a pena

Depois de 50 anos, o torcedor dos Bucks voltou a gritar "é campeão!", encerrando a maior "seca" entre títulos até hoje dentre as franquias já campeãs da liga.

O MVP

Muitos nem acreditavam que seria possível Giannis Antetokounmpo estar em quadra na decisão após ele lesionar o joelho no Jogo 5 da final do Leste contra os Hawks.

Mas ele não só voltou, como teve uma série memorável, se tornando o único jogador da história a ter médias de ao menos 30 pontos, 10 rebotes, 5 assistências e 60% de aproveitamento nos arremessos de quadra nas Finais.

Os coadjuvantes

Giannis foi mágico, mas não venceu sozinho. Ao longo da campanha e principalmente nas Finais, o astro teve a ajuda na série contra os Suns de dois coadjuvantes de luxo, que tiveram ótimas atuações também.

O Milwaukee Bucks é o time da virada

Somente Bucks e Clippers (nesta temporada mesmo) conseguiram vencer duas séries no mesmo playoff após saírem perdendo por 0-2 em uma melhor de 7 jogos.

O poder de reação de Milwaukee foi demonstrado até durante as partidas, mais especificamente no Jogo 5, quando tiveram um primeiro quarto desastroso e chegaram a perder por 16 pontos.

O caminho até o título

Temporada regular: 46 vitórias e 26 derrotas (3ª melhor campanha no Leste)
1ª fase dos playoffs: 4-0 contra o Miami Heat
Semifinal do Leste: 4-3 contra o Brooklyn Nets
Final do Leste: 4-2 contra o Atlanta Hawks
Finais da NBA: 4-2 contra o Phoenix Suns