<
>

Com Giannis, sem LeBron: 6 atletas aparecem em lista das 100 pessoas mais influentes do mundo

play
LeBron reafirma apoio a manifestações pacíficas contra o racismo: 'Em 35 anos, nunca incitei a violência' (2:23)

Ala dos Lakers respondeu questão sobre protestos por justiça social nos EUA (2:23)

A tradicional revista norte-americana Time, uma das publicações mais importantes do mundo, revelou nesta quarta-feira sua lista das personalidades mais influentes de 2020.

Entre a centena de nomes, figuram seis atletas, das mais diferentes modalidades.

Chamou a atenção o fato de LeBron James, que foi um dos grandes destaques do ranking em 2019, ter ficado de fora desta vez.

Confira os 6 atletas da lista e as justificativas:

Giannis Antetokounmpo

Modalidade: Basquete

Time: Milwaukee Bucks

Justificativa: "Cada geração encontra um atleta que incorpora as qualidades que todos desejamos ter: dedicação, foco, capacidade atlética excepcional e graça sob pressão. Giannis Antetokounmpo, que acabou de ganhar o segundo prêmio consecutivo de MVP da NBA, tem tudo isso e muito mais", por Kareem Abdul-Jabbar, hexacampeão e lenda da NBA

Dwyane Wade

Modalidade: Basquete

Time: Aposentado

Justificativa: "Dwyane Wade foi um dos maiores chutadores da história da NBA - ele era incrível em chegar à cesta. Mas ele também sempre viu seu papel como maior do que o basquete. Ele sempre esteve disposto a gastar seu capital social defendendo outras pessoas, usando sua plataforma e sua filantropia para levar a conversa adiante. Ele não tem que fazer essas coisas. Mas ele vê que tem um propósito maior e que sua carreira atlética o coloca em uma posição para tornar o mundo um lugar melhor, mais seguro e mais amoroso", por John Legend, músico e ativista

Lewis Hamilton

Modalidade: Fórmula 1

Time: Mercedes

Justificativa: "Lewis Hamilton é alguém que idolatro. Ele está prestes a vencer seu 7º campeonato de Fórmula 1 nesta temporada, batendo o recorde de Michael Schumacher. Seu ativismo também mudou o mundo. Lewis chamou a atenção internacional para o movimento Black Lives Matter, por meio de sua defesa nas redes sociais e em eventos de F1", por Bubba Wallace, único piloto negro da Nascar

Naomi Osaka

Modalidade: Tênis

Justificativa: "Sete partidas. Sete máscaras. Sete nomes. Assistindo Naomi Osaka jogar o US Open, fiquei inspirada por quão lindamente ela teceu seu desempenho atlético dominante em outra narrativa", por Maya Moore, campeã da WNBA pelo Minnesota Lynx e campeã olímpica de basquete pela seleção do Estados Unidos

Patrick Mahomes

Modalidade: Futebol americano

Time: Kansas City Chiefs

Justificativa: "Quando Patrick Mahomes entra no campo, todos os olhares se voltam para ele. Não é só que sua combinação de capacidade atlética, criatividade e visão seja divertida de assistir. O que seu jogo realmente mostra é seu amor pelo jogo e o compromisso que ele tem com seus companheiros de equipe e treinadores, e está claro que essa é a verdadeira base de seu sucesso", por Pat Mahomes, ex-jogador da MLB, um dos proprietários do Miami Marlins e... Pai de Patrick Mahomes

Alysson Felix

Modalidade: Atletismo

Justificativa: "Allyson Felix é uma das atletas mais premiadas do atletismo. Quando atletas como ela falam sobre as injustiças que enfrentam, eles estão tomando uma posição por todos nós. Então, depois que Allyson chamou publicamente seu patrocinador na época, a Nike , por ameaçar pagar menos depois que ela deu à luz sua filha em 2018, ela teve minha atenção e meu apoio", por Christy Turlington Burns, criadora da instituição de caridade Every Mother Counts