<
>

Perseguindo Antetokounmpo: o que 11 times podem fazer para contratar o MVP da NBA

play
Antetokounmpo após ser eleito o melhor jogador da temporada da NBA: 'Não me chame de MVP até eu ser campeão' (0:27)

Grego dos Bucks ganhou o seu segundo prêmio de jogador mais valioso da temporada da Liga (0:27)

Depois da eliminação na segunda rodada dos playoffs, o atual duas vezes MVP da NBA, Giannis Antetokounmpo, está qualificado para assinar uma extensão contratual supermax nesta off season. Isso o manteria no Milwaukee Bucks durante a maior parte de seu auge.

O supermax extension é uma regra que permite que as equipes renovem contratos de jogadores qualificados com contratos por um máximo de cinco anos, com valor de até 35% do teto salarial, com aumento de 8% a cada ano subsequente.

Há uma série de qualificações para que um atleta possa assinar esta extensão. Uma delas permite a milionária renovação a um jogador que completou sete ou oito anos de contrato e tem mais dois anos restantes, sendo elegível a uma extensão por mais quatro temporadas. Giannis acabou de completar seu sétimo ano de Bucks, assim, está elegível.

Mas se Antetokounmpo, 25, decidir esperar até a agência livre de 2021 para tomar uma decisão sobre seu futuro, os Bucks não devem entrar em pânico. O mesmo contrato de US$ 220 milhões ainda estará lá após a próxima temporada. Milwaukee deve se sentir confiante de que pode oferecer os melhores termos financeiros e esportivos. Além disso, a equipe terá mais um ano para recrutá-lo como um candidato legítimo ao título e talvez melhorar o elenco atual com alguma troca.

Se Antetokounmpo surpreender a todos e pedir para ser trocado, no entanto, a história é diferente.

Vamos dar uma olhada nas equipes que têm limite no teto salarial para contratar Giannis como um agente livre em 2021 e o que as equipes podem oferecer em caso de uma troca, começando com sua equipe atual e o que está disponível se os Bucks tentarem melhorar o elenco para seduzir sua principal estrela a seguir na franquia.

Nota: como o teto salarial de 2021-22 ainda precisa ser negociado entre a NBA e a National Basketball Players Association, estamos usando o limite de $ 109,1 milhões - o mesmo de 2019-20 e provavelmente de 2020-2021.

Milwaukee Bucks

Haverá pedidos para mudanças no elenco atual, especialmente depois que os Bucks perderam para o Miami Heat nas semifinais da Conferência Leste, mas não é a mesma situação que Anthony Davis deixou em New Orleans, por exemplo. Os Bucks ganharam 75% de seus jogos nas últimas duas temporadas regulares. Embora eles devam tentar atrair outros jogadores para ajudar Giannis, uma reformulação total não é necessária.

Esta semana, o proprietário Marc Lasry disse a Antetokounmpo que a franquia está disposta a gastar acima da luxury tax (espécie de “multa” exigida às equipes cuja folha de pagamento excede o valor máximo de gastos com salários na temporada) para lhe entregar um elenco que possa brigar pelo título, de acordo com informação de Adrian Wojnarowski, da ESPN.

Ativos de Draft:

  • Escolha de primeira rodada do Indiana Pacers em 2020 (24ª geral).

  • Escolha própria de primeira rodada.

Contratos passiveis de troca (2020-21)

  • Khris Middleton: US$ 33,1 milhões, agente livre em 2024 (player option em 2023-24, ou seja, o jogador pode escolher ficar no time ou ir ao mercado).

  • Brook Lopez: US$ 12,7 milhões, agente livre em 2023.

  • Eric Bledsoe: US$ 16,9 milhões, agente livre em 2023 (US$ 3,9 milhões garantidos em 2022-23).

  • George Hill: US$ 9,6 milhões, agente livre em 2022 (US$ 1,3 milhão garantidos em 2021-22).

  • Robin Lopez: US$ 5 milhões, opção de jogador em 2020.

  • Ersan Ilyasova: US$ 7 milhões (não garantido), agente livre em 2021 (conta como salário zero em uma negociação).

  • D.J. Wilson: US$ 4,5 milhões, agente livre restrito em 2021.

  • Donte DiVincenzo: US$ 3 milhões, agente livre restrito em 2022.

  • Wesley Matthews: US$ 2,7 milhões, opção de jogador em 2020.

  • Thanasis Antetokounmpo: US$ 1,7 milhão, agente livre restrito em 2021.

Fatores complicadores Quanto os Bucks vão conseguir melhorar o elenco, oferecendo uma combinação de ativos de Draft razoáveis e os contratos negociáveis citados acima? Um pacote com Bledsoe, Robin Lopez (se ele aceitar seu contrato), Ilysaova, Wilson e escolhas do Draft em uma troca por Chris Paul é um dos acordos possíveis, mas uma negociação como essa seria suficiente para o Oklahoma City Thunder?

Times com espaço no teto salarial em 2021

play
0:16

O dia em que garoto ganhou moral de Stephen Curry e simplesmente 'desmanchou' de alegria

Pequeno fã dos Knicks não se aguentou ao ver astro dos Warriors

Antes do baque econômico sofrido por conta da pandemia de COVID-19, a liga projetava o teto salarial para 2021-22 em US$ 125 milhões. Agora, executivos estão prevendo que o número deva ser de US$ 109,1 milhões – o mesmo valor máximo da temporada 2019-20.

Os Bucks podem oferecer US$ 80 milhões a mais em um novo contrato ao contabilizar o ano extra, mas Antetokounmpo pode optar por assinar um contrato de três anos com uma opção de jogador na terceira temporada. No verão de 2023, Antetokounmpo terá atingido 10 anos de serviço, aumentando seu salário inicial para 35% do teto e, o mais importante, dando ao teto salarial a oportunidade de se recuperar. Em 2023, Antetokounmpo completará 29 anos e poderá assinar um contrato de quatro anos no valor de US$ 196 milhões, se o teto aumentar para US$ 125 milhões.

Miami Heat

play
0:15

Curry se diverte, abandona arremesso de três e imita Embiid para mostrar novo tênis do astro dos Sixers

Armador dos Warriors brincou e até comemorou no estilo do pivô

Projeção estimada de ‘sobra’ no teto salarial: US$ 35 milhões.

Quem retorna: Jimmy Butler (US$ 36 milhões), Bam Adebayo (US$ 15,3 milhões), Tyler Herro (US$ 4 milhões), Kendrick Nunn (US$ 2,1 milhões), Duncan Robinson (US$ 2,1 milhões) , KZ Okpala (US$ 1,8 milhões), Chris Silva (US$ 1,8 milhões em opção de equipe) e a escolha de primeira rodada do Draft de 2020.

Quem pode sair: Andre Iguodala (opção de equipe recusada) e Kelly Olynyk (agente livre).

Outros encargos: Ryan Anderson (US$ 5,2 milhões) e ajuste de salário mínimo (US$ 3,1 milhões).

Tirando Milwaukee, os US$ 35 milhões colocam o Heat na briga com Antetokounmpo. O elenco está longe de ser fraco, com Butler e Adebayo se juntando a jovens como Herro, Nunn e Robinson. O Heat pode assinar com o armador Goran Dragic um contrato de US$ 20 milhões por um ano nesta off season, renunciar a seus direitos em 2021 e então voltar usando a exceção de US$ 4,8 milhões.

Um item fora do radar que o Heat pode usar para ter Antetokounmpo é sua equipe de olheiros. Nos últimos quatro anos, Miami draftou Adebayo e Herro fora do top-10 e contratou jogadores não draftados como Nunn e Robinson.

Considerações de troca para 2020-21: Negociações anteriores fizeram Miami enviar para Oklahoma City as escolhas de primeira rodada de 2021 e 2023. O Heat não tem permissão para negociar pela primeira vez até dois anos após sua obrigação com o Thunder ser cumprida (provavelmente não até 2025). Em relação aos jogadores, o Heat tem dois grandes contratos com Olynyk (US$ 12,6 milhões) e Iguodala (US$ 15 milhões) junto com seus jovens jogadores como Herro, Robinson e Nunn.

A questão que seria avaliada internamente são os benefícios de tentar trocar por Antetokounmpo em comparação à tentativa de contratá-lo como agente livre em 2021.

Toronto Raptors

Projeção estimada de ‘sobra’ no teto salarial: US$ 43 milhões.

Quem retorna: Pascal Siakam (US$ 29,5 milhões), Norman Powell (US$ 11,6 milhões, opção de jogador), OG Anunoby (US$ 11,7 milhões), Matt Thomas (US$ 1,8 milhões), Terence Davis (US$ 2,1 milhões), escolhas de primeira rodada de 2020 e 2021.

Quem pode sair: Kyle Lowry (agente livre), Patrick McCaw (agente livre), Stanley Johnson (agente livre) e Dewan Hernández (dispensado).

Outros encargos: Ajuste de salário mínimo (US$ 5,1 milhões).

Os Raptors seriam um dos times afetados se o teto salarial permanecer em US$ 109,1 milhões. Em vez de ter US$ 60 milhões e espaço para recontratar confortavelmente Fred VanVleet, agente livre em 2020, a franquia teria apenas US$ 43 milhões em 2021 antes de fechar um novo acordo com o armador.

Toronto ainda pode ter espaço suficiente para contratar Antetokounmpo, mesmo se VanVleet assinar um contrato de quatro anos e US$ 80 milhões neste período de off season. No entanto, para obter espaço para um supermax, Norman Powell precisaria cancelar seu contrato de US$ 11,6 milhões ou os Raptors precisariam encontrar um time disposto a fazer uma troca.

Considerações de troca para 2020-21: Deixando Siakam e VanVleet de lado, Toronto teria contratos expirando de Lowry, além de Powell e McCaw. Os Raptors poderiam assinar por um ano com Serge Ibaka e Marc Gasol para adiar a decisão, mas ambos teriam poder de veto em qualquer troca devido aos “direitos de Bird”.

Os Raptors possuem todas as suas escolhas de primeira rodada do Draft.

Dallas Mavericks

Projeção estimada de ‘sobra’ no teto salarial: US$ 18 milhões.

Quem retorna: Luka Doncic (US$ 10,1 milhões), Kristaps Porzingis (US$ 31,7 milhões), Dwight Powell (US$ 11,1 milhões), Delon Wright (US$ 8,5 milhões), Maxi Kleber (US$ 8,8 milhões), Seth Curry (US$ 8,2 milhões), Dorian Finney-Smith (US$ 4 milhões), Jalen Brunson (US$ 1,8 milhão) e a escolha de primeira rodada de 2020.

Quem pode sair: Tim Hardaway Jr. (agente livre), Boban Marjanovic (agente livre), Justin Jackson (agente livre) e Willie Cauley-Stein (agente livre).

Outros encargos: Ajuste de salário mínimo (US$ 6,1 milhões).

Os Mavericks teriam espaço para um salário max se o teto salarial ficasse em US$ 125 milhões. Em vez disso, eles precisarão trocar US$ 15 milhões em contratos para criar espaço para ir atrás de Antetokounmpo. Mas Dallas tem acordos vencendo com Wright (US$ 8,5 milhões) e Finney-Smith (US$ 4 milhões), juntamente com negócios “amigáveis” com Powell, Curry e Kleber para tornar as manobras possíveis.

Considerações de troca para 2020-21: É improvável, dadas as preocupações com saúde e os US$ 130 milhões ainda restantes no contrato, mas os Bucks considerariam uma troca de Antetokounmpo por Porzingis? Depois de Porzingis e, claro, Doncic, o elenco de Dallas está repleto de jogadores úteis. Os Mavericks também estão impedidos de mandar escolhas de Draft porque eles devem para o New York Knicks uma escolha não protegida em 2021 e uma top-10 protegida em 2023. Dallas só poderia voltar a negociar escolhas em 2025.

Los Angeles Lakers

Projeção estimada de ‘sobra’ no teto salarial: US$ 16,5 milhões.

Quem retorna: Anthony Davis (US$ 35,3 milhões), LeBron James (US$ 41 milhões, opção de jogador), primeira rodada de 2020 e 2021.

Quem pode sair: Danny Green (agente livre), Kentavious Caldwell-Pope (agente livre), Avery Bradley (agente livre), JaVale McGee (agente livre), Kyle Kuzma (agente livre), Alex Caruso (livre agente), Rajon Rondo (agente livre), Talen Horton-Tucker (agente livre) e Quinn Cook (agente livre).

Outros encargos: Luol Deng (US$ 5 milhões) e ajuste de salário mínimo (US$ 7,2 milhões).

Existe uma maneira de os Lakers conseguirem espaço para um contrato max, mas isso viria com um sacrifício financeiro de LeBron. Com a projeção de ter US$ 16,5 milhões de espaço no orçamento se renunciassem os direitos de Kuzma, LeBron teria que cancelar seu contrato de US$ 41 milhões e assinar por US$ 24,8 milhões. A redução de US$ 16,2 milhões no salário de sua principal estrela deixaria os Lakers com o espaço necessário para ir atrás de Giannis.

Considerações de troca para 2020-21: Os Lakers esgotaram seus ativos de Draft na troca por Anthony Davis. E tirando James e Davis, não há nenhum prospecto top de linha no elenco.

New York Knicks

Projeção estimada de ‘sobra’ no teto salarial: US$ 62 milhões.

Quem retorna: RJ Barrett (US$ 8,6 milhões), Kevin Knox (US$ 5,8 milhões), Ignas Brazdeikis (US$ 1,8 milhão), Mitchell Robinson (US$ 1,8 milhão), escolha de primeira rodada de 2020, escolha de primeira rodada de 2020 (via LA Clippers), escolha de primeira rodada de 2021 e escolha de primeira rodada de 2023 (ambas via Mavericks).

Quem pode sair: Julius Randle (dispensado), Dennis Smith Jr. (agente livre), Frank Ntilikina (agente livre), Bobby Portis (agente livre), Theo Pinson (agente livre), Taj Gibson (agente livre), Wayne Ellington (agente livre), Elfrid Payton (agente livre) e Reggie Bullock (agente livre).

Outros encargos: Randle (US$ 4 milhões), Joakim Noah (US$ 6,4 milhões) e ajuste de salário mínimo (US$ 4,1 milhões).

Seríamos tolos em não colocar os Knicks nesta lista, apesar de sua presença constante na loteria. Nova York projeta ter US$ 62 milhões em espaço no teto salarial caso o time seja conservador nesta off season. Parece familiar, mas há espaço suficiente para contratar dois jogadores com contratos max.

No entanto, como a história provou, é o produto na quadra e não as luzes brilhantes do Madison Square Garden que atrairão os melhores agentes livres. Nesta perspectiva, há muito trabalho a ser feito para que Nova York entre na disputa por Antetokounmpo.

Considerações de troca para 2020-21: Os Knicks têm tudo quando se trata de montar um pacote atraente para troca - escolhas de Draft, jogadores jovens e contratos vencidos. Mas não sobrará nada se Antetokounmpo sair após uma temporada.

Além de suas próprias escolhas de primeira rodada em cada temporada, os Knicks têm a escolha de primeira rodada dos Clippers este ano e as escolhas dos Mavericks em 2021 e 2023. Também há os contratos vencidos de Ellington, Gibson e Payton (se eles não forem renunciados) junto com o salário de US$ 18,9 milhões de Randle.

Outros times com espaço no teto salarial em 2021

Exceto por grandes movimentos, as outras equipes com espaço no teto seriam Atlanta Hawks, Charlotte Hornets, Chicago Bulls, Cleveland Cavaliers, Detroit Pistons, Memphis Grizzlies, Phoenix Suns e San Antonio Spurs.

Parceiros de troca em 2020-21

Após a eliminação dos Bucks, Antetokounmpo disse a Chris Haynes, do Yahoo, que não vai exigir uma troca de Milwaukee, mas isso não significa que as franquias não estarão prontas para fazer uma oferta se Giannis mudar essa postura antes do prazo de trocas da próxima temporada expirar.

Como acontece com Kawhi Leonard e Anthony Davis, uma oferta supermax é nula assim que um jogador que cumpriu os critérios for trocado. No entanto, há o benefício para a equipe que o adquira: ela herdaria os “direitos de Bird” de Antetokounmpo, permitindo um contrato de cinco anos (em vez de quatro), aumentos anuais maiores (8% contra 5%) e a capacidade de exceder o teto salarial.

Mas tudo isso significa correr o risco de sacrificar ativos de Draft e jogadores por uma estrela que poderia entrar se tornar agente livre em 2021.

Golden State Warriors

Os Warriors têm US$ 146 milhões em contratos garantidos em 2021, sem incluir o espaço alocado para a escolha número 2 de 2020. Eles não têm um caminho claro para assinar com Antetokounmpo como um agente livre, e essa falta de espaço daria ao Golden State vantagem zero na tentativa de forçar uma troca.

Embora certamente haja apelo para a escolha dos Warriors no Draft deste ano e para a primeira rodada do Minnesota Timberwolves em 2021, há menos apetite pelos US$ 90 milhões ainda devidos a Andrew Wiggins. E as escolhas de primeira rodada de Golden State em 2021 e 2022 têm pouco valor.

Fora de cogitação: Stephen Curry e Klay Thompson.

Ativos de Draft e exceções de troca:

  • Escolha de primeira rodada de 2020 (2ª geral).

  • Exceção de troca de US$ 17,2 milhões.

  • Escolha de primeira rodada de 2021 de Minnesota, protegido top-3 (desprotegido em 2022 se não for usada).

  • Escolha própria de primeira rodada em 2021.

  • Escolha própria de primeira rodada em 2022.

  • Escolha própria de primeira rodada em 2027.

Nota: os Warriors devem ao Memphis Grizzlies uma escolha top-4 protegida em 2024 por conta da troca envolvendo Iguodala. A escolha tem uma proteção top-1 em 2025 e está desprotegida em 2026. Como resultado, os Warriors não podem negociar uma escolha de primeira rodada até dois anos depois que esta escolha for utilizada.

Contratos negociáveis (temporada 2020-21):

  • Segunda escolha do Draft de 2020: US$ 8,7 milhões; agente livre restrito em 2024 (jogador não pode ser trocado até 30 dias depois de assinar o contrato).

  • Draymond Green: US$ 22,4 milhões, opção de jogador em 2023-24.

  • Andrew Wiggins: US$ 29,5 milhões, agente livre em 2023.

  • Kevon Looney: US$ 5,2 milhões, opção de jogador em 2021-22.

  • Jordan Poole: US$ 3,2 milhões, agente livre restrito em 2022.

  • Eric Paschall: US$ 1,8 milhões, agente livre restrito em 2022.

Fatores complicadores:

  • US$ 95 milhões restantes no contrato de Wiggins.

  • Incapacidade de trocar suas próprias escolhas de primeira rodada de 2023 até 2025.

  • Bônus de troca de Green de US$ 10,8 milhões.

New Orleans Pelicans

Os Pelicans certamente têm os recursos de draft para montar um pacote atraente. No entanto, com Zion Williamson e Brandon Ingram provavelmente fora de cogitação, Milwaukee estaria diante de dois contratos expirando – Jrue Holiday ou JJ Redick – junto com Lonzo Ball, Josh Hart, Jaxson Hayes e Nickeil Alexander-Walker.

Fora de cogitação: Zion Williamson e Brandon Ingram.

Ingram está fora de questão, mesmo que ele assine novamente como um agente livre. O ala teria uma restrição de troca de no mínimo três meses. Os Pelicans podem negociar com Ingram (se ele quiser), mas a compensação do ano-base tornaria quase impossível montar um pacote.

Ativos de Draft:

  • Escolha da primeira rodada de 2020 (número 13).

  • Ter todas as escolhas futuras da primeira rodada (2021-27).

  • Escolha de primeira rodada de 2021 dos Lakers (se for entre 1 até 8); escolha se torna desprotegida em 2022 se não for usada.

  • Direito de trocar as escolhas da primeira rodada com o Lakers em 2023.

  • Escolha de primeira rodada de 2024 dos Lakers (pode ser adiado para 2025).

Contratos negociáveis (temporada 2020-21):

  • Jrue Holiday: US$ 26 milhões, opção de jogador em 2021-22.

  • Lonzo Ball: US$ 11 milhões, agente livre restrito em 2021.

  • Josh Hart: US$ 3,5 milhões, agente livre restrito em 2021.

  • JJ Redick: US$ 13 milhões, agente livre em 2021.

  • Jaxson Hayes: US$ 5,1 milhões, agente livre restrito em 2023.

  • Nickeil Alexander-Walker: US$ 3,1 milhões, agente livre restrito em 2023.

  • Nicolo Melli: US$ 3,9 milhões, agente livre restrito em 2021.

  • Darius Miller: US$ 7 milhões (não garantido), agente livre em 2021.

Fatores complicadores:

  • Abrir mão de todos os seus ativos por (possivelmente) um ano de Antetokounmpo.

Oklahoma City Thunder

O Thunder pode superar qualquer oferta por Antetokounmpo em uma troca. Oklahoma City tem 13 escolhas de primeira rodada nos próximos sete anos, junto com dois anos em que pode trocar com os Clippers. O gerente geral Sam Presti mostrou que estava disposto a arriscar em 2017, quando adquiriu Paul George em um contrato que estava expirando. O time correria o mesmo risco se Antetokounmpo estivesse disponível? Improvável com Billy Donovan como treinador e as primeiras inclinações de que o Thunder vai começar uma reformulação de seu elenco.

Fora de cogitação: Ninguém.

Ativos de Draft:

  • Escolha de primeira rodada de 2020 de Denver (número 20).

  • Própria primeira rodada em 2021, 2023, 2024, 2025, 2026 e 2027.

  • Primeira rodada de Miami ou Houston (top-4 protegida) em 2021.

  • Primeira rodada dos Clippers em 2022, 2024 e 2026.

  • Direito de trocar a escolha com os Clippers em 2023.

  • Primeira rodada de Miami em 2023 (top-14 protegida).

  • Primeira rodada de Houston em 2024 (top-4 protegida) e 2026 (top-4 protegida).

  • Direito de trocar a escolha com Clippers ou Rockets (top-10 protegida) em 2025.

Contratos negociáveis (temporada 2020-21):

  • Shai Gilgeous-Alexander: US$ 4,1 milhões, agente livre restrito em 2022.

  • Chris Paul: US$ 41,4 milhões, opção de jogador em 2021-22.

  • Dennis Schroder: US$ 15,5 milhões, agente livre em 2021.

  • Steven Adams: US$ 27,5 milhões, agente livre em 2021.

  • Darius Bazley: US$ 2,4 milhões, agente livre restrito em 2023.

  • Terrance Ferguson: US$ 3,9 milhões, agente livre restrito em 2021.

  • Lu Dort: US$ 1,5 milhão, opção de equipe em 2022.

  • Isaiah Roby: US$ 1,5 milhão, opção de equipe em 2022.

  • Hamidou Diallo: US$ 1,7 milhão, agente livre restrito em 2021.

  • Abdel Nader: US$ 1,8 milhão, agente livre irrestrito em 2021.

Fatores complicadores:

  • O que sobraria depois de gastar os ativos de Draft?

Philadelphia 76ers

O GM Elton Brand deixou claro em seu discurso de final de temporada que Joel Embiid e Ben Simmons não estão disponíveis para negociações de troca. Isso mudaria se a Antetokounmpo estivesse “disponível”?

Fora de cogitação: Ninguém.

Ativos de Draft:

  • Escolha de primeira rodada de 2020 de Oklahoma City (número 21).

  • Todas as próprias escolhas futuras da primeira rodada (2021-2027).

Contratos negociáveis (temporada 2020-21):

  • Ben Simmons: US$ 27,3 milhões, agente livre irrestrito em 2025.

  • Joel Embiid: US$ 29,5 milhões, agente livre irrestrito em 2023.

  • Tobias Harris: US$ 34,4 milhões, agente livre irrestrito em 2024.

  • Al Horford: US$ 27,5 milhões, agente livre irrestrito em 2023.

  • Josh Richardson: US$ 10,9 milhões, opção de jogador em 2021.

  • Matisse Thybulle: US$ 2,7 milhões, agente livre restrito em 2023.

  • Mike Scott: US$ 5 milhões, agente livre irrestrito em 2021.

  • Zhaire Smith: US$ 3,2 milhões, agente livre restrito em 2022.

  • Shake Milton: US$ 1,7 milhão, opção de equipe em 2022.

  • Furkan Korkmaz: US$ 1,8 milhão, agente livre irrestrito em 2021.

  • Norvel Pelle: US$ 1,5 milhão, agente livre restrito em 2021.

Fatores complicadores:

  • Simmons ou Embiid estão disponíveis?

  • US$ 141 milhões restantes no contrato de Harris.

  • US$ 60 milhões restantes no contrato de Horford.

Portland Trail Blazers

Quando um time tem um dos cinco melhores jogadores da liga, como Damian Lillard, e é eliminado na primeira rodada dos playoffs, sua diretoria deve examinar todas as opções – incluindo o que seria necessário para adquirir Antetokounmpo.

Para colocar o pé na porta, um eventual pacote dos Blazers teria que se concentrar em CJ McCollum, Gary Trent Jr. e uma compensação de Draft no mesmo nível que os Lakers fizeram na troca por AD (três escolhas de primeira rodada e uma troca de escolha).

Fora de cogitação: Damian Lillard.

Ativos de Draft::

  • Todas as próprias escolhas de primeira rodada (2020-2027).

Contratos negociáveis (temporada 2020-21):

  • CJ McCollum: US$ 29,4 milhões, agente livre irrestrito em 2024.

  • Jusuf Nurkic: US$ 12 milhões, agente livre irrestrito em 2022.

  • Zach Collins: US$ 5,4 milhões, agente livre restrito em 2021.

  • Gary Trent Jr . : US$ 1,7 milhão, agente livre restrito em 2021.

  • Rodney Hood: US$ 6 milhões, agente livre irrestrito em 2021 (se ele optar).

  • Mario Hezonja: US$ 2 milhões, agente livre irrestrito em 2021 (se ele optar).

  • Trevor Ariza: US$ 12,8 milhões (US$ 1,8 milhões garantidos), agente livre irrestrito em 2021.

  • Anfernee Simons: US$ 2,3 milhões, agente livre restrito em 2022.

  • Nassir Little: US$ 2,2 milhões, agente livre restrito em 2023.

Fatores complicadores:

  • Histórico de lesões de Collins.

  • Um pacote formado por McCollum, Trent, Nurkic e Collins é suficiente?