<
>

Kobe Bryant 'entra na cabeça' de LeBron James e Kevin Durant e analisa astros nas Finais de 2018

Kobe Bryant foi uma das grandes mentes da história do basquete. Mais além que um dos jogadores mais habilidosos, o Mamba sempre foi um dos mais estudiosos do jogo.

Em uma série chamada Detail, feita com exclusividade para a ESPN, a eterna lenda do Los Angeles Lakers utilizou todo seu conhecimento para dissecar jogadores e jogadas de diferentes momentos da NBA.

Em um dos episódios, que foi ao ar na última segunda-feira, Kobe analisa LeBron James, então no Cleveland Cavaliers, e Kevin Durant, então no Golden State Warriors, nas Finais de 2018 e indica os caminhos para ambas as estrelas. Nesta quinta-feira, novos episódios serão exibidos a partir das 19h (Brasília) na ESPN e no ESPN App.

Aqui, iremos trazer alguns detalhes dos 45 minutos em que Kobe disseca os dois principais jogadores da liga na época no principal palco possível.

Kobe não se limita a analisar os lances, mas "entra na cabeça" de ambos os jogadores. Primeiro, enxerga as jogadas e dá detalhes dos lances como se estivesse no corpo de LeBron James, como no frame abaixo.

"Kevin vai com tudo nessa mão esquerda, ele sabe que eu gosto de ir nessa direção. Tenho de estar atento a isso. Ele está me fazendo ajustar, tem que ser o contrário", comenta Kobe ao analisar uma jogada em que Durant ataca LeBron no 1 contra 1, mas o camisa 35 antecipa a jogada e rouba a bola de James.

Kobe, então, demonstra como LeBron deveria fazer para evitar o braço comprido de Durant e manter a bola.

"É difícil, mas eu poderia aproveitar quando ele está trocando os pés para mudar de direção. É quando os jogadores desequilibram."

Na sequência, Kobe "muda de corpo" e encarna Kevin Durant em uma situação que LeBron James leva vantagem, ataca o camisa 35 e vai em direção ao aro para conseguir a falta.

"Preciso trabalhar minha habilidade defensiva, tenho potencial para ser um dos melhores da liga. Estou deslizando e meus pés estão se tocando. Tenho que dar passos mais curtos para conseguir ficar na frente da bola", analisa Kobe fazendo o papel de Durant.

Neste momento, Kobe faz uma profunda análise de todas as possibilidades que LeBron tinha para atacar Durant e como o então jogador dos Warriors teria que melhorar para evitar situações parecidas no futuro e se desenvolver em um dos melhores defensores da liga.

Mas não é só os jogadores individualmente que são analisados por Kobe. Enquanto está na cabeça de LeBron, a lenda também faz uma análise do sistema de defesa dos Warriors.

"Essa é uma defesa estilo Phil Jackson. Ele e os Bulls começaram isso em 91, com Michael marcando Magic. Depois trouxeram Pippen para marcar Magic. Os Spurs foram excelentes nisso, a armadilha da marcação dupla que vem da linha de fundo", explica Kobe.

Kobe, então, explica como funciona a dobra a partir da linha de fundo. Antes de Phil Jackson e os Bulls de 91, as equipes da NBA utilizavam o jogador que estava na cabeça do garrafão para fazer a dobra no adversário que tem a bola de costas para cesta.

Phil mudou essa maneira de enxergar a defesa e fez com um jogador saísse do "lado cego" do ataque para fazer a dobra a partir da linha de fundo. No lance analisado, porém, Bell erra a dobra e deixa espaço para LeBron girar e achar Crowder livre para o arremesso de três.

Kobe, então, demonstra como ela deveria ter sido feita da maneira correta para evitar o giro de LeBron e, do ponto de vista do camisa 23, como esse erro faz com que ele tenha mais confiança na próxima jogada semelhante e consiga atacar a defesa com mais facilidade.