<
>

Campeão inédito, Kerr tetra e vexame dos Bulls: como foi a temporada seguinte ao 'The Last Dance'

Como bem mostrou o documentário The Last Dance, produzido pela ESPN, a temporada 1997/1998 foi a última da dinastia do Chicago Bulls, que venceu seis de oito títulos disputados. Na sequência, Phil Jackson deixou a franquia, Michael Jordan se aposentou e outros astros foram trocados, abrindo espaço para outras equipes se reforçarem e lutarem pelo título, o que realmente se comprovou em 1998/1999.

Mais precisamente em 1999, já que um locaute atrasou o início da nova temporada, que ocorreu apenas em janeiro. Abaixo, citamos os principais pontos dessa edição da NBA.

Vexame dos Bulls

Conforme se previa, os Bulls não seriam fortes com todas aquelas perdas. Com apenas Ron Harper e Toni Kukoc como 'sobras' importantes do recente tricampeonato em quadra, a equipe de Chicago ganhou 13 dos 50 jogos, tendo a terceira pior campanha de toda NBA.

Passagens curtas de Pippen e Dennis Rodman

O polêmico Dennis Rodman foi para o Los Angeles Lakers, mas durou pouco na equipe californiana. Com atrasos em treinos e duas expulsões em partidas, Rodman acabou dispensado no meio da temporada, após apenas 23 jogos.

Scott Pippen, por sua vez, chegou como astro e com grande expectativa no Houston Rockets, onde jogaria com Charles Barkley e Hakeem Olajuwon. Contudo, a relação entre os craques (especialmente com Barkley) não foi boa, e o time perdeu para os Lakers no primeiro duelo dos playoffs.

Pippen pediu para deixar o time do Texas e se transferiu ao Portland Trail Blazers.

Kerr vitorioso e início de um novo supertime

Quem se deu melhor com saída dos Bulls foi Steve Kerr, que se transferiu ao San Antonio Spurs e foi tetracampeão consecutivo. Sob o comando de Gregg Popovich, a franquia do Texas chegou a final pela primeira vez e logo conquistou a liga.

O MVP das finais foi Tim Duncan, pivô então com 23 anos. Ao lado de Popovich, Duncan e os Spurs venceram outros quatro títulos (2003, 2005, 2007 e 2014). Kerr esteve presente em 2003, sua quinta e última conquista na NBA como jogador.

Novos astros

Além de Duncan, MVP das finais, Allan Iverson (23 anos) e Jason Kidd (26) apareceram na seleção da temporada. Kobe Bryant, Kevin Garnett e Shaquille O’Neal, jogadores que foram astros da NBA posteriormente, também fizeram parte do terceiro e segundo time da liga naquele ano. O melhor calouro foi Vince Carter, que marcou época no Toronto Raptors.

O MVP da temporada regular, contudo, foi um velho conhecido: Karl Malone, do Utah Jazz, que ganhava o troféu pela segunda vez, mas nunca conseguiu ser campeão da NBA.