<
>

LeBron, Giannis, Rockets e Warriors: qual deve ser o futuro da NBA após a pausa do All-Star

Por quase um ano, o universo da NBA se concentrou em uma data: 30 de junho de 2021.

Ou seja, quando o atual MVP Giannis Antetokounmpo deve se tornar um agente livre e sem restrições. As equipes se concentraram nos preparativos para perseguir Antetokounmpo e outras estrelas daqui a dois verões, colocando o jogo de transação tipicamente ininterrupto da liga em espera.

E enquanto a NBA está atualmente em um momento de estabilidade, há momentos importantes que podem abalar a liga antes do verão de 2021. Há potencial para negociações de sucesso que impactarão futuras campanhas de títulos, assim como a agência livre de 2019 trouxe. À medida que a NBA retorna de suas férias de meio da temporada, vamos dar uma olhada no que pode acontecer de mais dramático nos próximos 17 meses.


A pós-temporada de 2020

1. E se o Houston Rockets não for para os playoffs?

O que está em jogo: os Rockets têm sido uma das melhores equipes da NBA desde que adquiriu James Harden em 2012 (terceira melhor campanha da temporada regular, quarta melhor da pós-temporada), mas esta primavera poderá marcar o fim de uma era. Ao negociar com Russell Westbrook e Robert Covington, Houston apostou tudo no "small-ball".

O técnico Mike D'Antoni está no último ano de seu contrato. Embora Harden esteja sob contrato até 2021-22, ele procura outras opções se as coisas não derem certo?

O que os especialistas da liga esperam: se os Rockets não avançarem na pós-temporada, o consenso é que o retorno de D'Antoni seria improvável. Pessoas de toda a liga estão menos certas sobre o futuro do gerente geral Daryl Morey.

Enquanto isso, mover Harden não deve estar em jogo. Mas se Houston pode continuar sendo parte do grupo em disputa ainda está em debate.

- James Harden não é um defensor ruim, muito pelo contrário -

"É uma liga de jogadores de elite", disse um executivo. "Se você tem um ou mais deles, geralmente pode consegue descobrir o resto."

"Eu acho que eles são como um castelo de cartas, cara", disse outro. "Eles não têm profundidade no elenco."

2. E se o Philadelphia 76ers não conseguir fazer isso funcionar?

O que está em jogo: os Sixers já estiveram em situações melhores e piores, mas ainda estão em quinto no Leste.

Se Philly não passar da segunda rodada pela terceira temporada consecutiva, os status do técnico Brett Brown e do gerente geral Elton Brand serão questionados - e a possibilidade de negociar com Ben Simmons ou Joel Embiid ganhará força.

O que os especialistas da liga esperam: a maioria não espera que Brown fique em Philly se o time fracassar. Mas eles realmente separariam a dupla Simmons-Embiid?

Não há consenso, mas os executivos da liga acham que se os Sixers explorarem o mundo das trocas, é mais provável que Embiid seja o escolhido para partir - a saúde é o fator determinante aqui. Um executivo acrescentou que uma grande troca envolvendo Simmons ou Embiid pode ser a única maneira de reformular a equipe.

"Se eles tentassem trocar [Tobias Harris ou Al Horford], não acho que receberiam valor em troca", disse um executivo da liga. "Eles pediriam para ser incentivados. Considerando que, se eles trocarem Ben ou Joel, eles receberão muito mais."

3. E se o Golden State Warriors ganhar na loteria?

O que está em jogo: os Warriors têm duas opções neste verão. Usar a sua escolha de loteria para draftar um jovem jogador ou combinar isso com a escolha que receberam por D'Angelo Russell e trocar por uma outra estrela.

Se um jogador como Bradley Beal exigir uma troca, a primeira escolha (em um draft questionável) daria aos Warriors um pacote atraente o suficiente?

O que os especialistas da liga esperam: a maioria dos executivos da liga espera que os Warriors façam um pacote em busca da quarta estrela. No entanto, alguns acreditam que Golden State não se importaria de ter Wiggins e alguns jovens jogadores para tentar o título mais uma vez.

"Os treinadores pensam que podem usar Wiggins", disse um executivo. "Se ele é seu quarto melhor jogador, isso não é ruim".

Também há preocupações fiscais. Se os Warriors usarem sua primeira escolha, eles serão o time mais caro da história da NBA. Embora a expectativa seja de que Golden State gaste bastante neste verão, há quem questione se utilizará cada grama de seu poder aquisitivo - mesmo com o aumento da receita gerada pela nova arena.


A offseason de 2020

4. O que Giannis fará em 30 de junho?

O que está em jogo: jogadores tão bons raramente ficam disponíveis no auge.

Se Giannis ficar e assinar uma extensão supermax de cinco anos com o Milwaukee Bucks, eles se tornarão um forte candidato ao título por anos. E tirá-lo da classe de agentes livres de 2021 fará com que alguns times que estavam esperando por Giannis se movimentem. Mas se Antetokounmpo não se comprometer imediatamente, todas as franquias estarão interessadas.

O que os especialistas da liga esperam: dado o desempenho do Bucks, todos os executivos com quem conversamos esperam que Antetokounmpo assine novamente com Milwaukee. Os Bucks são grandes favoritos para chegar às finais da NBA, e ficar aquém desse nível parece ser a única coisa que poderia tirar o MVP de Milwaukee.

5. Como a falta de espaço no cap afetará o verão?

O que está em jogo: atualmente, poucas equipes estão projetadas para ter um espaço significativo para o teto em julho. E cada uma delas - o Atlanta Hawks, o Cleveland Cavaliers, o Detroit Pistons, o Charlotte Hornets e o New York Knicks - se tornou um destino indesejável para agentes livres.

Combine isso com uma classe de agentes livres sem brilho e este verão deve ser dominado por conversas de 'sign and trade', contratações de nível intermediário, decisões sobre opções de jogadores e possivelmente negociações restritas de agentes livres.

O que os especialistas da liga esperam: a maioria espera que Andre Drummond e DeMar DeRozan optem pelo ano final de seus respectivos negócios, permitindo que entrem em um mercado mais lucrativo em 2021.

O que acontece com Brandon Ingram do New Orleans Pelicans na agência livre restrita é mais divisivo. A maioria dos executivos acredita que Ingram não vale um contrato máximo, o que dificulta a previsão de seu futuro.

Um executivo sugeriu que Griffin poderia oferecer a Ingram um contrato full max para garantir que ele não pudesse fazer um acordo de curto prazo em outro lugar, cimentando-o como a opção número 2 ao lado de Zion Williamson.

"Garantir o ano extra e não permitir que ele assine com alguém vale a pena", disse o executivo. "Os poucos milhões a menos que você pode economizar realmente valem o ano extra?"

6. Algum jogador estrela se torna disponível nas negociações de troca?

O que está em jogo: se Bradley Beal não tivesse concordado com uma prorrogação do contrato em outubro, ele teria sido o principal nome no mercado de trocas deste ano. Quando chegarmos à intertemporada, ele estará qualificado para ser trocado novamente. Um dos 15 melhores jogadores presos em uma equipe de reconstrução, Beal tem o potencial de remodelar completamente a disputa pelo título de 2021, se ele cair em um time candidato.

Outro nome a ser observado: Victor Oladipo, do Indiana Pacers, que só recentemente voltou de uma lesão no quadril. A próxima temporada será a última de seu contrato, o que gera perguntas sobre o futuro de qualquer jogador.

O que os especialistas da liga esperam: em vez de explorar negociações desde o início do draft, Beal e o Washington Wizards provavelmente esperarão para avaliar a recuperação de John Wall depois que ele voltar de uma lesão no tendão de Aquiles. Os executivos não esperam que Beal esteja disponível no fim da temporada.

É muito cedo para realmente projetar o que acontecerá em Indiana antes dos Pacers jogarem os playoffs - e muitos ainda esperam que o Oladipo permaneça longo prazo - mas isso pode ser algo para monitorar entre julho e o fim do período de trocas de 2021.


A próxima temporada

7. Como LeBron vai envelhecer?

O que está em jogo: é fácil esquecer o fato de que LeBron James fez 35 anos em dezembro. Assumindo o retorno de Anthony Davis, as únicas maneiras reais de o Los Angeles Lakers melhorar sua posição na próxima temporada são com exceções no elenco ou encontrar um pacote para negociar Kyle Kuzma.

Se James sofrer algum declínio natural, Davis provavelmente precisará estar pronto para assumir um papel ainda maior e os Lakers precisam encontrar um criador de tiro e mais uma ala 3-D confiável para facilitar a vida de James.

O que os especialistas da liga esperam: o consenso é que James continuará a declinar suavemente, mas continuará sendo um dos 10 melhores jogadores da liga.

"Não tenho motivos para acreditar que ele vai diminuir", disse um executivo. "Ele ainda parece que pode fazer as coisas que ele fazia 10 anos atrás."

Mas havia um acordo de que os Lakers realmente precisam acertar suas movimentações no fim desta temporada - seja em agência gratuita, trocas ou ambos. Este elenco está funcionando, mas o restante da Conferência Oeste está melhorando e a maioria dos outros candidatos tem caminhos mais claros para adicionar talentos.

"Kuzma é a única peça que eles realmente precisam usar para melhorar", disse outro executivo. "Como eles vão construir outra equipe sustentável?"

8. Como Kevin Durant remodelará o Leste?

O que está em jogo: depois que Durant lesionou seu tendão de Aquiles em junho do ano passado, seu retorno terá a chance de mudar completamente a Conferência Leste.

Para que o Brooklyn Nets supere as outras equipes de elite do Leste, precisará da melhor versão do Durant. E ele esteja 100% ou não, eles entrarão no período de trocas de 2021 om enormes perguntas sobre como lidar com sua profunda coleção de talentos.

O que os especialistas da liga esperam: pessoas de toda a liga esperam que Durant possa voltar a algo que se aproxima do jogador que ele era antes. Mas a combinação de sua idade (32 na próxima temporada) e a gravidade da lesão deixam os especialistas incertos de que ele será a mesma estrela no início da próxima temporada.

"Acho que Durant provavelmente terá o pior ano de sua carreira", afirmou um executivo. "Não é culpa dele, mas as pessoas não voltam de lesões no tendão de Aquiles e acabam com a liga.

"É tudo relativo. No pior ano de sua carreira, ele pode ser o 25º melhor jogador da liga, e eles podem ganhar 50 jogos. Eu simplesmente não os vejo como um candidato realista."

9. A agência livre de 2021 valerá a pena?

O que está em jogo: as equipes estão acumulando espaço para 2021 para um verão que pode incluir Antetokounmpo, James, Oladipo, Kawhi Leonard, Paul George, Rudy Gobert, Gordon Hayward, Mike Conley, Kyle Lowry, Jrue Holiday e LaMarcus Aldridge.

Mas, embora o verão de 2021 pareça mais promissor do que o de 2020, seria difícil replicar o que aconteceu em 2019.

O que os especialistas da liga esperam: a decisão de Antetokounmpo será crucial, mas mesmo que ele permaneça no mercado, os jogadores por trás dele não são tão atraentes para executivos rivais quanto seus nomes podem sugerir.

"Tem muitos caras de nome, disse um executivo. "Mas acho que estão exagerando, porque muitos dos caras são consideravelmente mais velhos."

Hayward, Conley, Holiday, Aldridge e Lowry estão todos do lado errado dos 30. Eles poderiam melhorar um candidato ao título, mas não seriam a peça-chave. E James, Leonard, George e Gobert (por enquanto) parecem que não deixarão seus times tão cedo.

Parte disso é simplesmente uma consequência da maneira como a liga opera agora. Com contratos mais curtos e mais jogadores optando por testar a agência livre, a rotatividade quase não para.

"Eu costumava manter gráficos de profundidade de quatro e cinco anos para cada equipe", disse outro executivo. "Você não pode fazer isso agora."