<
>

Recado para Kawhi? Dono dos Hornets, Michael Jordan reclama de estrelas poupadas na NBA: 'São pagos para jogar todas as partidas'

A temporada da NBA ainda está no começo, mas a situação física de Kawhi Leonard no LA Clippers já é um dos assuntos mais discutidos.

MVP das Finais de 2019, Kawhi foi poupado do jogo contra o Milwaukee Bucks - algo que aconteceu frenquentemente com o ala nos tempos de Toronto Raptors e que é permitido pela liga, desde que o atleta realmente enfrente algum problema físico.

Mas Michael Jordan, lenda do Chicago Bulls e dono do Charlotte Hornets, não concorda muito com a estratégia de poupar jogadores. Steve Clifford, ex-treinador dos Hornets e hoje no Orlando Magic, relembrou a mensagem que Jordan mandava anualmente para a comissão técnica.

"Nossos jogadores não ficam fora de jogos seguidos. Não vamos poupar por poupar", disse Clifford para o New York Daily News. "Para mim, tudo depende das expectativas. Quando trabalhei com Michael em Charlotte, ele nos falava que todos eram pagos para jogar 82 partidas."

Clifford, de 58 anos, passou cinco temporadas nos Hornets antes de ser demitido, em abril de 2018.

"Estou fazendo isso há 20 anos, e jogar os 82 jogos costumava ser uma demonstração de coragem para muitos caras. Mas os que não queriam jogar sempre estiveram lá", completou o treinador.

No caso de Kawhi, o ala esteve em 60 partidas dos Raptors na temporada regular passada. Seu sucesso nos playoffs fez a discussão sobre descanso para atletas voltar à tona.

Nesta semana, depois de ser poupado contra os Bucks, o técnico dos Clippers Doc Rivers disse que Kawhi não está machucado - ao contrário do que a franquia havia informado, o que fez com que a NBA decidisse multar o time em 50 mil dólares (R$ 205 mil).

"Fiquei chocado, mas não me importa", disse o jogador depois da vitória sobre o Portland Trail Blazers, na quinta-feira. "Não sou do tipo que fica lendo coisas da imprensa. Mas vamos tentar lidar com isso da melhor forma possível. Quero ficar saudável, isso é o mais importante."

O camisa 2 não esteve em quadra duas vezes em 2019-20, com os Clippers decidindo não usá-lo nos chamados back to backs, quando a equipe tem jogos em duas noites consecutivas.