<
>

Celtics têm superquarteto que pode dominar o mundo na seleção dos EUA

play
Popovich defende patriotismo de Kaepernick e seus protestos: 'Negar o que podemos fazer é algo ignorante' (0:58)

Técnico da seleção americana e do San Antonio Spurs falou sobre o quarterback sem espaço na NFL (0:58)

Quando Jaylen Brown chegou a Las Vegas no último final de semana, ele estava ansioso para ir ao Mizumi, um restaurante japonês de alta qualidade no Wynn Hotel.

Então, no domingo à noite, com três de seus companheiros de Boston Celtics ele foi jantar lá. Mas quando Brown, Kemba Walker, Jayson Tatum e Marcus Smart chegaram, acabaram descobrindo que não poderiam ficar ali, já que o restaurante tem um código restrito de vestimenta.

"Estamos em Vegas! Achei que estava tudo de boa", disse Jaylen Brown com um sorriso.

Em vez disso, o grupo foi a um restaurante italiano. Jyason Tatum, o mais novo da trupe, foi quem pagou a conta, apesar de Kemba ter sido quem assinou o maior contrato recentemente (140 milhões de dólares).

"Ele vai pegar o próximo, contanto que não seja eu", Jaylen brincou. "Essa foi a primeira vez que conseguimos jantar juntos. Foi a primeira vez de muitas."

A mudança no elenco da seleção dos EUA permitiu que Brown e Smart fossem convocados. Jayson Tatum já estava na lista, e Kemba Walker tinha se comprometido antes de assinar com os Celtics. Isso deu a chance para Kemba se enturmar com três jogadores já estabelecidos no Boston Celtics.

Técnico dos Celtics, Brad Stevens chegou na terça-feira, e também vai passar um tempo com seu mais novo armador.

"Eu sou o cara novo; eles já se conhecem", disse Kemba. "Eles estão apenas me acostumando com o estilo. Com quatro de nós aqui agora, temos a oportunidade de brincar uns com os outros e aprender como cada um é diariamente, etc."

Nenhum dos jogadores em Vegas disse que o problema da temporada passada foi o entrosamento. Mas isso não é segredo para ninguém.

O antecessor de Walker, Kyrie Irving, teve problemas com colegas de equipe mais jovens. Eventualmente, ficou claro que ele estava pensando em um futuro longe de Boston, já que a sua amizade com o atual companheiro de equipe no Brooklyn Nets, Kevin Durant, se intensificou.

Kemba Walker é discreto e gosta de trabalhar duro, mas isso não significa que não haverá um período de adaptação. É muito cedo para dizer se essa experiência com o Team USA será positiva, negativa ou neutra.

Há, no entanto, um cenário incomum em que o grupo é pego. Não há muitas certezas com o elenco do Team USA. Haverá uma competição real pelos 12 lugares disponíveis para a Copa do Mundo da FIBA ​​- que dá começa no dia 31 de agosto na China - e os jogadores dos Celtics podem competir uns contra os outros.

Walker é o jogador All-NBA solitário na lista e um dos três All-Stars, juntamente com Khris Middleton e Kyle Lowry, fazendo dele um bloqueio.

Jayson Tatum tem uma grande chance de ficar, já que ele é um dos poucos jogadores do elenco original que manteve seu compromisso de jogar na Copa do Mundi. Mas o jovem trio do Celtics pode forçar o técnico Gregg Popovich a tomar algumas decisões difíceis.

No primeiro treino da semana, Kemba Walker tentou empatar a partida, mas Jaylen Brown se atirou para cima dele e impediu a cesta. De certa forma, não é diferente de um treino normal da NBA.

Kemba é o único jogador All-NBA no elenco, que conta com três all-stars: além dele, Khris Middleton e Kyle Lowry também estão no elenco.

Tatum tem uma forte chance, já que ele era um dos poucos jogadores da lista original que manteve seu compromisso de jogar neste verão. Mas o jovem trio do Celtics pode forçar o técnico Gregg Popovich a tomar algumas decisões difíceis.

Na primeira sessão da semana, Walker se viu tentando fazer uma cesta de amarrar na campainha apenas para ter Brown em cima dele para forçar uma falta. De certa forma, não é diferente de uma prática média do campo de treinamento da NBA com colegas de equipe querendo bater um ao outro.

Mas esta não é uma equipe com contratos garantidos. Alguns desses caras vão embora, e isso é algo que eles não estão acostumados a fazer.

"Não tenho certeza se penso nisso como uma competição", disse Tatum. "Estamos todos agradecidos por estar aqui. Espero que nós quatro estejamos no time final. Eu e o Jaylen [Brown] jogamos 1x1 o tempo todo. Nós temos os mesmos objetivos e nos ajudamos sempre."

Popovich indicou na terça-feira que estava considerando alguns jogadores do Select Team, que estão nos treinos para ajudar o Team USA a se preparar. De'Aaron Fox e Joe Harris já foram promovidos para jogar com o time principal, e Fox deve estar no último time.

O treinador se recusou a dizer como ele queria estruturar sua equipe. Com tantos no elenco que jogam nas posições 2 e 3 - incluindo Tatum, Brown, Smart, Middleton, Harris, Donovan Mitchell, Harrison Barnes, PJ Tucker e Kyle Kuzma - pode haver três ou quatro jogadores cortados desse grupo.

De qualquer forma, os quatro jogadores dos Celtics sabem que esta semana apresenta uma oportunidade, e eles estão compartilhando essa mentalidade.

"Eu só quero jogar com esses caras o melhor que posso, aprender o mais rápido possível", disse Walker. "Estar aqui com eles é muito legal."