<
>

NBA: Quem venceu e quem perdeu no mercado de agentes livres?

Depois de uma semana insana do provável mercado mais louco e movimentado da história da NBA, já dá para se ter um panorama de como os times estão formados para a próxima temporada.

Com poucos agentes livres restando no marcado, e de pouco impacto também, já dá para se ter ideia de quais times saíram fortalecidos e quais saíram em baixa. Veja abaixo uma lista de cinco franquias de cada:

VENCEDORES

Apesar de terem sido rejeitados por Kawhi Leonard, os Lakers ainda assim tiveram uma offseason produtiva. Trouxeram veteranos úteis de volta, adicionaram Danny Green e DeMarcus Cousins e, mais importante de tudo, trocaram por Anthony Davis. Com Davis, o time ganha sua segunda superestrela e parece fazer mais sentido do que o do ano passado, onde haviam garotos e veteranos que não encaixavam com as características de LeBron.


De um time com “operários” que deu trabalho aos Warriors nos últimos playoffs, os Clippers mantiveram sua base, sua excelente diretoria, seu excelente técnico e ainda adicionaram o atual MVP das Finais e trocaram por Paul George. O time claramente briga pelo título com a dupla chegando e saiu como maior vitorioso da intertemporada.


De um time de playoff no Leste para um time de playoff com Kyrie Irving, Kevin Durant e DeAndre Jordan. Os Nets realmente mostraram que não estão para brincadeira e saem fortalecidos da offseason.


Apesar de perder Anthony Davis, David Griffin fez um excelente papel na reconstrução do time e trocou Davis por diversos jovens promissores (Brandon Ingram, Josh Hart e Lonzo Ball), além de escolhas de Draft de primeira rodada. E ainda por cima a franquia draftou Zion Williamson. O futuro, ou até o presente, pode ser ótimo para os Pelicans.


Utah adicionou ótimos jogadores para rodear Donovan Mitchell e Rudy Gobert, casos de Mike Conley e Bojan Bogdanovic. Não seria loucura pensar que o Jazz briga pela três primeiras posições do Oeste, tendo uma solidez defensiva e bons pontuadores, além de um elenco equilibrado.

PERDEDORES

Se pensarmos que a offseason dos Knicks tinha como plano ter Zion Williamson, Kevin Durant e Kyrie Irving, tudo que se tornou realidade foi um fracasso. E o time de Nova York segue sem rumo para a próxima temporada. Reggie Bullock, Elfrid Payton e Julius Randle não eram o sonho de consumo do torcedor do time.


O time perdeu o único brilho que tinha, Kemba Walker, e agora terá que se satisfazer com Terry Rozier e os contratos absurdos de Cody Zellers e Nicolas Batum.


O atual campeão perdeu o MVP das Finais. Ponto. A boa notícia? Os Raptors têm só US$ 20 milhões comprometidos em teto salarial para 2020-21. Mas ainda assim, a classe de free agents não é das mais talentosas.


De uma dupla dinâmica para um vazio. OKC trocou Paul George, deve trocar Russell Westbrook e encerrar de vez o ciclo que começou com Westbrook e Durant no fim da última década e apontava a franquia como uma futura campeã. Agora o Thunder se prepara para tankar.


Há dois anos, os Wizards estavam quase indo para a final do Leste. Agora, o time tem um armador prestes a receber muita grana para ficar no estaleiro e rumores de uma possível saída de Bradley Beal. Washington se prepara para o tank de novo.