<
>

Hoje em Miami, Jimmy Butler disse em 2013 que jamais vestiria a camisa do Heat

play
Na NBA, como Nets convenceram Durant e Kyrie a 'ignorar' os Knicks: repórter da ESPN explica (1:34)

Armador deixou os Celtics, ala saiu dos Warriors, e dupla formou supertime em Brooklyn (1:34)

Jimmy Butler tem uma nova casa para a temporada 2019-20 da NBA. O ala renovou por quatro anos e US$ 142 milhões com o Philadelphia 76ers, mas já com o intuito de ser negociado para o Miami Heat.

A troca que resultou em Butler em Miami, que ainda envolveu o Los Angeles Clippers e Portland Trail Blazers recebendo jogadores, é no mínimo curiosa para o ele, tendo em vista uma entrevista sua em um passado não muito distante.

Em entrevista à revista Chicago Splash, sobre moda, quando ainda era jogador do Chicago Bulls, o jogador disse que nunca vestiria uma camisa do Miami Heat.

“A única coisa que você não usaria é...”, pergunta a reportagem. “Uma camisa do Miami Heat”, respondeu.

Na época, a rivalidade dos Bulls com o Miami Heat era grande. A equipe da Flórida estava no auge da era do supertrio com LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh.

Anos depois, passando por Minnesota Timberwolves e Philadelphia, Butler está no Heat para conduzir o legado deixado por Dwyane Wade.