<
>

Curry x Curry: como a rivalidade fraternal tomou conta do jogo 2 entre Warriors e Blazers

O fato de que Sonya Curry mandou uma mensagem no grupo da família na véspera das finais da Conferência Oeste da NBA não chega a ser uma surpresa.

Ela sempre manda textos motivacionais para a família. Mas, desta vez, foi especial, porque seus filhos - Stephen Curry, do Golden State Warriors, e Seth Curry, do Portland Trail Blazers - são os primeiros irmãos a se enfrentarem em uma série final de conferência.

E apesar de não gostar de ouvir falarem que os Curry são a Família Real da NBA, Sonya quer que todos aproveitem a experiência com classe.

"Minhas mensagens são quase sempre motivacionais", disse ela, depois de ver os Warriors de Steph vencerem os Blazers de Seth no jogo 2, por 114 a 111, na noite de quinta-feira.

"Desta vez, eu disse que Deus é a razão para nossa família estar nesta situação. Então temos de representá-lo com classe na arquibancada, na quadra, em todos os lugares."

Callie Rivers, noiva de Seth, respondeu. Steph e sua esposa, Ayesha, também. Assim como a filha de Sonya, Sydel Curry Lee.

"Todos gostam de responder, exceto por Seth. Mas ele lê", disse Sonya.

Depois da derrota no jogo 2, Seth estava do lado de fora da sala onde a família se reuniu na Oracle Arena. Ele teve grande atuação, com 16 pontos. Mas os Warriors se recuperaram de uma desvantagem de 17 pontos e venceram. E, mais uma vez, seu irmão mais velho liderou com 37 pontos e oito assistências.

"Hoje, foi perfeito", disse Steph na coletiva após a partida. "Ele jogou bem e nós vencemos." Toda a sala de imprensa riu, e foi exatamente o que um irmão mais velho poderia falar. Mas Seth queria a vitória. E Sonya, também.

"Sabe o que tenho pedido em minhas orações?", disse ela, enquanto olhava para seu filho mais novo. "Que Seth roubasse a bola de Steph, cruzasse a quadra, acertasse o arremesso e levantasse os braços."

Seth fez isso na quinta-feira. Na verdade, três de seus quatro roubos de bola foram sobre seu irmão mais velho.

"Sinto que vi todos os jogos dos Warriors nos últimos 10 anos", disse Seth. "Todos os jogos do Steph. Então acho que sei algumas das coisas que eles gostam de fazer."

Mas Seth e os Trail Blazers não se contentam com vitórias morais. Os Warriors já tiveram vários jogos assim nos últimos anos, e os resultados são sempre devastadores para seus adversários.

Competir com um irmão mais velho tão adorado como Stephen Curry deve ser como tentar substituir o Papai Noel em uma festa de Natal.

Quando Steph foi para a linha do lance livre com dois minutos para o fim, Seth provocou: "Você acertou 70 seguidos".

O irmão mais velho olhou para trás e riu. Ele sabia o que o irmão mais novo estava tentando fazer.

"Tentei entrar na cabeça dele e atrapalhar", disse Seth.

"Ele olhou para mim e disse, 'Ok, então vou chegar a 72'. E acertou os dois."