<
>

Por que Zion Williamson, teoricamente, pode frustrar os Pelicans e criar algo inédito no Draft da NBA

O New Orleans Pelicans venceu a loteria da NBA e terá a chance de selecionar Zion Williamson com a primeira escolha do Draft de 2019.

Mas a expectativa de que ele iria para franquias maiores, como New York Knicks ou Los Angeles Lakers, faz com que o futuro do garoto de 18 anos siga em discussão. Será que ele seria capaz de voltar para o basquete universitário para não jogar nos Pelicans?

De acordo com a apresentadora e repórter Rachel Nichols, da ESPN dos Estados Unidos e que estava na loteria, Zion parecia ter sido 'atropelado por um caminhão' ao ver que New Orleans terá a primeira escolha.

Marc J. Spears, também da ESPN, relatou que Zion saiu rapidamente da loteria após os resultados, e que ele estava 'torcendo' pelos Knicks.

Durante o programa The Jump, comandado pela própria Rachel Nichols, o repórter Brian Windhorst explicou a situação de Zion. De acordo com ele, existe uma discussão nos bastidores da NBA sobre as próximas decisões do jovem jogador.

Os possíveis cenários são:

  • Aceitar que será escolhido pelos Pelicans e jogar em New Orleans

  • 'Ameaçar' os Pelicans de que voltaria para Duke apenas para o time deixá-lo passar no Draft, caindo para Knicks, Lakers...

  • Abandonar o Draft e voltar para Duke

As últimas opções ainda são possíveis, já que Zion não tem um empresário e não assinou contrato com fornecedoras de material esportivo - o que faz com que ele seja, na teoria, um atleta amador.

A grande expectativa é de que ele siga no Draft e seja jogador dos Pelicans em 2019-20. Abandonar o recrutamento é algo extremamente improvável para grandes promessas do basquete. Além do fato de que Zion nasceu na Carolina do Sul e cresceu em uma cidade pequena. Ou seja: ele não deveria ter problemas para se adaptar a um mercado considerado menor na NBA.