<
>

NBA: Rudy Gobert chora depois de não ser escolhido ao All-Star Game

Rudy Gobert ainda espera participar de seu primeiro All-Star Game, depois de ficar de fora em anúncio na quinta-feira à noite. Respondendo aos repórteres nesta sexta-feira, o pivô do Utah Jazz foi às lágrimas enquanto falava sobre ter ficado de fora da partida.

Falando com a mídia pela primeira vez depois do anúncio do elenco do All-Star Game, o jogador encerrou as conversas chorando e cobrindo seu rosto.

Gobert se referiu a quinta-feira como uma “noite difícil” após ficar de fora dos 14 reservas que participarão da partida. “Minha mãe me ligou chorando. Foi difícil”, revelou o pivô antes de chorar.

Gobert ainda pode fazer parte do elenco caso algum jogador se machuque, mas afirmou: “não é a mesma coisa que ser selecionado”. O jogador ainda desperdiçou um milhão ao não ser selecionado, de acordo com o repórter Bobby Marks da ESPN.

Além de perder o bônus, Gobert foi ridicularizado por alguns jogadores no Twitter. O ala-pivô do Golden State Warriors, Draymond Green, escreveu: “acho que eu deveria chorar também....sem Charlotte?".

Andre Iguodala, ala do Golden State Warriors e Isaiah Thomas, armador do Denver Nuggets também falaram sobre o choro do francês. O primeiro perguntou se Gobert choraria em seu carro, enquanto Thomas afirmou: ‘Você é muito grande para chorar assim”.

Apesar de estar na sétima colocação, o Utah Jazz não teve nenhum jogador escolhido para o All-Star Game. Quin Snyder, técnico da equipe, usou as entrevistas de quinta-feira para mostrar insatisfação por Gobert ter ficado de fora da partida.

“Rudy Gobert com certeza deveria ser um All-Star. Ele é um dos jogadores com mais impacto na liga. Isso é claro, não é subjetivo e mostra os problemas na seleção do All-Star game”, afirmou Snyder.

“A gente fala sobre o valor da defesa, mas quando temos a possibilidade de recompensá-la, sempre premiamos as pontuações. Rudy é o melhor defensor da liga e pode ser uma força ofensiva quando se considera o corta-luz, a finalização e o espaço que cria com sua presença”, encerrou.

O pivô de 2,16 metros lidera a NBA em aproveitamento nos arremessos (65%), além de produzir 15,0 pontos por partida e pegar 12,8 rebotes. O jogador ainda é muito eficiente em outra área, liderando a liga com 6,5 assistências de corta-luz, de acordo com estatísticas da NBA.com.