<
>

Kevin Durant, do Golden State Warriors, negará renovação para negociar novo contrato

play
Warriors levam 40 pontos na NBA, e treinador dispara: 'Chutaram nosso traseiro' (0:44)

Steve Kerr criticou a maneira que Golden State perdeu o último jogo da temporada regular para o Utah Jazz (0:44)

Kevin Durant, ala do Golden State Warriors, declinará a cláusula de renovação automática de seu contrato para a temporada 2018-19 e se tornará agente livre irrestrito na NBA.

Mas seu período no mercado será breve.

Nove vezes All-Star e atual MVP das Finais, Durant dirá não ao contrato de 26,2 milhões de dólares - valor baixo para um jogador de seu calibre - para reestruturar seu vínculo com os Warriors, disseram fontes ligadas à ESPN.

Na última offseason, Durant aceitou um corte em seu salário e assinou por dois anos e 51 milhões de dólares - 10 milhões a menos do que poderia receber caso tivesse fechado um contrato máximo. O negócio permitiu a renovação de Andre Iguodala e Shaun Livingston com os Warriors

Ainda não se sabe como será o novo contrato de Durant com a franquia - mas, até agora, não há incentivos para que ele aceite nova redução salarial.

Booby Marks, especialista da ESPN em questões de negócios, ofereceu três opções para Durant e os Warriors.

Opção A: Ele pode assinar por dois anos com opção para deixar o time em 2019-20. Seu salário no primeiro ano seria de quase 30 milhões de dólares, subindo para 31,5 mi na segunda temporada. O único benefício deste cenário seria o crescimento da folha salarial - de 101 mi de dólares para 108 mi. Isso permitiria que Durant assinasse por cinco anos e 219 milhões de dólares - marcaria o maior contrato da história da NBA.

Opção B: Ele pode assinar um contrato máximo de quatro anos por cerca de 158 milhões de dólaires. Seu salário anual seria de 35,3 mi de dólares no 1º ano, chegando a 43,8 mi no último.

Opção C: Ele pode assinar um contrato de três anos com opção para deixar o time depois da 2ª temporada. Seu salário subiria de 35,3 mi de dólares para 38,2 mi - no último ano, chegaria a 41 mi. A folha em 2020-21 deve ser de 112 milhões de dólares. Neste cenário, ele poderia sair do contrato para renovar por cinco anos e 228 mi - mesmo contrato que Anthony Davis pode assinar com New Orleans em 2019.

Caso a Opção C seja a escolhida, Durant poderia incluir a no-trade clause - cláusula que permite ao jogador negar trocas. Seriam quatro temporadas com os Warriors e oito na NBA. Mas o contrato de Stephen Curry, assinado no ano passado, mostra que a franquia não está muito disposta a dar esse poder aos jogadores.