<
>

Finalistas da NBA Cup, Lakers e Pacers tiveram duelo memorável nas Finais da NBA

Kobe Bryant e Shaquille O'Neal comemorando o título dos Lakers da NBA em 2000 Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images

Neste sábado (9), Los Angeles Lakers e Indiana Pacers fazem a primeira final da NBA Cup, em Las Vegas, a partir das 22h30 (de Brasília), com transmissão da ESPN pelo Star+.

E decidir um título entre eles não é uma novidade para as franquias. Em 2000, os dois fizeram as Finais da NBA e protagonizaram um duelo memorável.

Em seis jogos, os Lakers de Shaquille O'Neal e Kobe Bryant bateram os Pacers de Reggie Miller por 4 a 2 na melhor de 7. O MVP (jogador mais valioso) das Finais foi dado para Shaq, que teve números impressionantes de 38 pontos, 16,7 rebotes e 2,7 tocos em 45,5 minutos por partida.

O primeiro jogo foi um verdadeiro passeio dos Lakers. Com 43 pontos e 19 rebotes de O'Neal, Los Angeles venceu por 104 a 87. No Jogo 2, Larry Bird, técnico dos Pacers, tentou uma nova estratégia para tirar Shaq do jogo, mas não foi o suficiente.

Apelando para o famoso "hack-a-Shaq", que consistia em fazer faltas propositais no pivô e levá-lo para linha do lance livre, onde o aproveitamento era baixo, os Pacers fizeram com que O'Neal quebrasse o recorde de lances livres batidos no mesmo jogo de Finais: 39.

Shaq acertou apenas 18 deles, mas converteu 9 dos 16 que bateu no quarto período, mantendo os Lakers na frente. Além disso, o pivô terminou com incríveis 40 pontos e 24 rebotes, dominando o jogo.

Precisando da vitória e jogando pela primeira vez em casa, os Pacers contaram com 33 pontos de Reggie Miller e a ausência de Kobe Bryant, com uma lesão no tornozelo, para conquistarem o primeiro triunfo na série no Jogo 3.

O Jogo 4 ficou marcado para a história. Os dois times fizeram um jogaço que só foi decidido na prorrogação. As coisas ficaram mais dramáticas para os Lakers quando Shaq, então com 36 pontos e 21 rebotes, cometeu sua sexta falta e foi expulso do jogo.

Foi aí que Kobe, então com 21 anos, mostrou o que seria no futuro. O camisa 8 acertou três arremessos decisivos e foi fundamental para os Lakers saírem com a vitória por 120 a 118, praticamente selando o título.

No último jogo em Indiana, os Pacers começaram voando e dominaram os Lakers até o fim, conseguindo uma impressionante vitória por 120 a 87 que deixou Reggie Miller e companhia vivos.

No Jogo 6, porém, veio o golpe fatal. Com 41 pontos e 12 rebotes, Shaq teve mais uma atuação espetacular e carregou os Lakers para uma vitória apertada por 116 a 111 e ao primeiro dos três títulos consecutivos que a franquia venceria com Shaq e Kobe.