<
>

NBA: Rajon Rondo é acusado por mulher de a ameaçar de morte com arma na mão

Mãe dos filhos do jogador relatou episódio de violência verbal durante briga, segundo o site TMZ


A NBA disse na segunda-feira que está coletando mais informações depois que o armador Rajon Rondo supostamente ameaçou uma mulher com uma arma em sua casa na semana passada.

A mulher entrou com um pedido de proteção de emergência contra Rondo na sexta-feira em Louisville, Kentucky, uma cópia da qual foi obtida por Baxter Holmes, da ESPN. A ordem foi concedida mais tarde naquele dia.

Nele, ela alegou que Rondo e uma criança estavam jogando videogame na quarta-feira quando ela pediu à criança que separasse a roupa suja. Rondo reagiu com raiva, segundo a mulher, arrancando o console de videogame da parede e amassando vários itens da casa, deixando o menino e outra criança ali chateados.

A mulher alega que Rondo lhe disse "você está morta" antes de sair de casa, só para voltar logo depois, desta vez com uma arma e exigindo ver uma das crianças. A mulher disse que ficou com medo da situação, então ela trouxe a criança para baixo, e Rondo puxou a criança para fora, supostamente enquanto ainda segurava a arma, enquanto gritava com ele. Ele então exigiu ver a outra criança também, e ela também saiu, enquanto Rondo gritava com os dois por terem medo dele, alegou a mulher.

De acordo com o boletim obtido pela ESPN, a mulher ligou para a ex-chefe interina da polícia metropolitana de Louisville, Yvette Gentry, que acabou chegando à casa. No entanto, a mulher disse que Rondo não permitiria que Gentry entrasse. A mulher disse que se trancou em casa com as crianças, e Gentry acabou dizendo que Rondo tinha ido embora, e ela estava com a arma dele.

A mulher entrou com pedido de medida protetiva na sexta-feira, dizendo que temia pela segurança das crianças e que Rondo tem um histórico de "comportamento volátil, errático (e) explosivo".

A ordem foi concedida na sexta-feira, com um juiz dizendo que Rondo deve ficar a pelo menos 500 pés de distância da mulher e das crianças, e deve entregar temporariamente qualquer arma de fogo ao xerife do condado de Jefferson.

O porta-voz da NBA, Mike Bass, disse a Malika Andrews, da ESPN, que a liga está ciente do que supostamente aconteceu e está "no processo de coletar mais informações". As mensagens deixadas pela ESPN aos representantes de Rondo não foram devolvidas imediatamente.

O TMZ Sports, que detalhou as alegações pela primeira vez na segunda-feira, informou que Rondo não foi apontado como suspeito em nenhum relatório criminal relacionado ao que supostamente aconteceu "neste momento".

Rondo, que é de Louisville e jogou em Kentucky, acabou de encerrar sua 16ª temporada na NBA. O quatro vezes All-Star e duas vezes campeão da NBA jogou 18 jogos pelo Los Angeles Lakers antes de uma troca em janeiro para o Cleveland Cavaliers. Em 21 jogos pelo Cavs, ele teve médias de 6,2 pontos e 4,9 assistências.