<
>

Por que Embiid é termômetro para 76ers x Heat e causa dor de cabeça em rival só de imaginar retorno: 'Mudaria drasticamente'

Fora dos primeiros jogos entre 76ers x Heat, Joel Embiid pode retornar à equipe na partida na Filadélfia


Depois de perder seus dois jogos diante do Miami Heat às margens da Biscayne Bay, abrindo a semifinal da Conferência Leste sem poder contar com o astro Joel Embiid, um fantasma paira sobre as cabeças nos 76ers antes de a série rumar para a Filadélfia, na sexta-feira:

Embiid será capaz de atuar no jogo 3?

“Realmente não sei”, disse o técnico Doc Rivers após a derrota de 119 a 103 para Miami, na quarta-feira, quando sua equipe ficou novamente sem o pivô devido à fratura facial a entrada no protocolo de concussão após uma lesão sofrida diante do Toronto Raptors, na semana passada.

“Conversamos (terça e quarta-feira). Ele parecia bem. Mas tem tantos passos para percorrer, e realmente não acho que tenha cumprido todo o processo ainda. Então nós temos que esperar”.

Sem Embiid, Philadelphia conheceu miais uma derrota na série, agora no jogo 2. O Heat, por sua vez, conseguiu melhorar o desempenho nos arremessos, questionado no primeiro duelo.

Como no jogo 1, Philadelphia encontrou maneiras se manter vivo mesmo sem seu All-Star.

Tyrese Maxey marcou 34 pontos, constantemente saindo em transição ou cortando a defesa de Miami até o aro. Tobias Harris teve outra forte atuação, terminando com 21 pontos, quatro rebotes, quatro assistências e quatro roubadas de bola.

James Harden também melhorou, marcando 20 pontos e contribuindo com nove assistências, enquanto continuou a ver sobre eles as mesmas atenções que o Heat já havia intensificado a Trae Young, estrela dos Hawks, na primeira rodada dos playoffs.

“Eles fizeram um trabalho muito bom em colocar dois jogadores na bola, tentando me marcar em toda a quadra. Isso estava dando mais espaço aos nossos caras para serem agressivos. Estavam me marcando em todos os lugares onde eu ia”, disse Harden. “Temos que dar os créditos por isso”.

Outra coisa dividiria as atenções voltadas a Harden: Embiid retornando à quadra.

E mesmo que Doc Rivers prefira não garantir a volta de Embiid, o Heat se prepara para ver o pivô em quadra no jogo 3 da série.

“Isso muda drasticamente”, disse Erik Spoelstra, técnico do Heat, quando perguntado sobre o que o retorno do rival significaria para a série. “Você está falando sobre um talento de MVP, sabe? Então, vamos ter que ver”.

“Sabíamos que esta série mudará, e mudará drasticamente [se ele retornar]. É melhor mudar quando já conseguimos algumas vitórias. Mas sim, ele muda a equação”.

A questão agora, porém, não é apenas se Embiid poderá estar no jogo 3, mas se seu retorno será suficiente para inclinar esta série a favor da franquia da Filadélfia.

Além da lesão de Embiid, Georges Niang também enfrentou problemas no joelho no jogo2. E Doc Rivers admitiu que seu jogador está atuando com menos de 100% há "algum tempo".

Matisse Thybulle, que participou de metade da série contra Toronto por restrições pela vacina da COVID-19, parecia perdido ofensivamente.

Danny Green está agora com 2 de 14 nas bolas de 3 pontos na série.

A presença de Embiid certamente ajudaria a tirar um pouco da pressão de seus companheiros e claramente daria a Harden mais espaço para jogar. Mas está longe de ser garantido que ele estará de volta e 100%, mesmo que seja capaz de retornar.

Com Embiid em quadra ou não, Rivers disse que sua equipe estará preparada para lutar para voltar à série diante de sua torcida.

"É para isso que servem os vídeos, os ajustes. Estaremos prontos para o jogo 3”.